Passe o inverno inteiro sem gripe

Em Portugal, o número de pessoas que se vacina contra esta patologia já ultrapassa 1,5 milhões, mas existem outras formas de prevenção. Veja o que deve fazer para evitar esta doença.

Proteja-se desta doença aguda viral que afeta predominantemente as vias respiratórias tomando medidas concretas. Para evitar o contágio, reduza, na medida do possível, o contacto com outras pessoas e lave frequentemente as mãos com água e sabão. Se não for possível, utilize toalhetes. É também aconselhável que evite reutilizar lenços de papel e, ao espirrar ou tossir, proteja a boca com um lenço de papel ou com o antebraço e nunca com as mãos.

Recorrer à vacinação é outro comportamento preventivo a que pode recorrer. Pode fazê-lo durante todo o outono ou inverno, mas idealmente deve ser administrada até ao final de novembro de cada ano. Este tipo de vacinação está indicada anualmente a partir dos 65 anos. A partir dos seis meses de idade, deve ser vacinado quem sofre de doenças crónicas dos pulmões, coração, rins ou fígado, diabetes em tratamento ou outras doenças que diminuam a resistência às infeções.

A vacina pode ser comprada nas farmácias e é comparticipada se for receitada pelo médico, uma prática que tem vindo a aumentar. Deve ser conservada dentro da embalagem, no frigorífico, entre 2 a 8 º C e administrada logo que possível após a compra. No que se refere a sinais, mal estar, febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça, tosse seca e inflamação dos olhos são alguns dos sintomas da gripe nos adultos a que deve estar atento.

artigo do parceiro:

Comentários