Olho seco

Saiba como evitar este problema

Mais de 10% dos adultos portugueses apresentam queixas de dor ou desconforto ocular, na sequência do olho seco.

É uma situação em que não existe produção suficiente de lágrimas ou em que estas não têm a qualidade necessária para manter os olhos saudáveis.

É um problema de má lubrificação do olho que afeta as pálpebras, a película lacrimal, a conjuntiva e a córnea.

Causas

Podem ser várias, nomeadamente, o envelhecimento, fatores hormonais, tabagismo, alcoo­lismo, cirurgia do olho, abuso de lentes de contacto, toma de determinados fármacos, diabetes, hipertiroidismo, sín­drome de Sjögren, pestanejar pouco, tumor na glândula lacri­mal, falta de vitamina A, entre outros motivos.

Sintomas

Sensação de ardor ocular, rubor, sensação de areia nos olhos, pouca tolerância às lentes de contacto e mal-estar ao fixar os olhos num ponto (ao ler, a trabalhar no computador, a conduzir, entre outras situações). Os sintomas pioram em ambientes com fumo, pó, ar condicionado ou pouca humidade.

Tratamento

Utilização de lágrimas artificiais e exercí­cios oculares para descansar os olhos.

Comentários