O que é a anemia?

Anemia é definida pela Organização Mundial de Saúde como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do valor de referência tendo em conta a idade e o sexo.

As anemias podem, entre outras razões, ser causadas por deficiência de vários nutrientes como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas. Porém, a anemia causada por deficiência de ferro, denominada anemia ferropénica, é muito mais comum que as demais (estima-se que 90% das anemias sejam causadas por carência de ferro).

O ferro é um nutriente essencial para a vida e atua principalmente na síntese (fabricação) dos glóbulos vermelhos e no transporte do oxigénio para todas as células do corpo.

Crianças, gestantes, lactantes (mulheres que estão amamentando), jovens adolescentes e mulheres adultas em fase de reprodução são os grupos mais afetados pela anemia, muito embora homens - adolescentes e adultos - e os idosos também possam ser afetados pela anemia.

Quem está em risco?

Pessoas de todas as idades podem tornar-se anémicas. No entanto na presença de certas condições, e algumas escolhas de estilo de vida, podem, a longo prazo, potenciar o aparecimento de anemia. As condições que de forma geral levam ao desenvolvimento de anemia ferropénica são aquelas onde; existe perda de sangue, dificuldade de absorver o ferro da alimentação, limitação na ingestão de alimentos ricos em ferro, ou aumento das suas necessidades de ferro (como é exemplo a gravidez).

Pode ocorrer em todas as faixas etárias, raças e grupos étnicos. Tanto os homens como as mulheres podem ter anemia, no entanto, as mulheres em idade fértil correm um risco maior devido à perda de sangue da menstruação.

A anemia pode desenvolver-se durante a gravidez. Durante os primeiros 6 meses de gravidez, a porção líquida do sangue de uma mulher (o plasma) aumenta mais depressa do que o número de glóbulos vermelhos do sangue. Isso dilui o sangue e pode levar a anemia.

Comentários