O protetor solar ideal para a sua pele

Saiba quais os melhores fatores e fórmulas para cada tipo de pele e as marcas em que deve apostar
Seja inverno ou verão o protetor solar é indispensável, pois ele é o principal responsável por proteger a nossa pele contra as queimaduras solares e envelhecimento precoce. Usar um fator de proteção alto torna-se assim indispensável no dia-a-dia e principalmente na exposição direta ao sol na praia ou piscina.



Nem toda a gente reage da mesmo forma aos raios UV, porque todos temos diferentes níveis de tolerância à exposição solar. As peles escuras apresentam níveis mais altos de melanina, logo têm uma proteção natural contra os raios UV muito maior. Isto não significa que este tipo de pele não precise de proteção: todas necessitam! Mas cada uma tem as suas especificidades…



Quem tem pele muito clara dificilmente se bronzeia, por ser muito sensível ao sol, e a tendência é ficar mais vermelha que bronzeada! Este tipo de pele ganha manchas, sardas e pintas com grande facilidade e a sua exposição ao sol pode ocasionar irritação. Deve usar sempre um fator de proteção 50+, porque estas peles claras têm sempre uma incidência maior em contrair cancro de pele.



Quem tem pele morena já não é tão sensível ao sol, porém a longo prazo pode adquirir diversas manchas escuras ou claras provocadas pelo sol, por isso deve usar sempre fator de proteção 35 ou 40.



Quem tem pele negra, por ser uma pele mais pigmentada não queima, porém mesmo com a pouca sensibilidade ao sol pode apresentar manchas esbranquiçadas e fazer queimaduras não visíveis, por isso deve usar sempre protetor 30, no mínimo.



Quanto maior o índice de proteção mais ficamos protegidos… Mas devemos ter um protetor contra os raios UVB e UVA. Qual a grande diferença entre eles?! Proteção contra os raios UVB siginifica proteção contra as queimaduras solares (B de Burning, ou seja, queimadura em inglês).

Comentários