Miopia e menopausa

Especialista esclarece as principais dúvidas

Existem várias explicações possíveis para uma alteração do grau da miopia.

Mas nem a menopausa nem a ingestão de qualquer tipo de medicamentos podem estar relacionadas com esta alteração, ao contrário do que algumas mulheres podem vir a pensar quando entram nesta etapa e que, por qualquer outro motivo, verificam um aumento significativo da miopia.

Tendo uma forte componente genética, a miopia só deve, contudo, ser tratada quando se observa a sua estabilização durante um período mínimo de um ano. Quando se constata um aumento da miopia, depois de já ter sido feito o tratamento, é porque a intervenção foi realizada numa fase em que a miopia ainda não estava estabilizada e, por isso, continua a progredir.

Outra possibilidade é o desenvolvimento de alguma anomalia da córnea (camada do olho submetida ao tratamento) que pode provocar esse aumento. Se não houver uma correta avaliação prévia, todos os tratamentos se podem associar a este quadro.


Texto: Luís Gouveia Andrade (oftalmologista)

artigo do parceiro:

Comentários