Frio enfraquece os rins

A medicina tradicional chinesa recomenda uma moderação da atividade desportiva e sexual nos meses de temperaturas mais baixas para evitar lesões. Saiba porquê

Há períodos que obrigam a cuidados especiais. Nos meses de maior frio, o esforço físico deve ser reduzido, para não sobrecarregar os rins e e a bexiga, considerados pela medicina tradicional chinesa o repositório da vitalidade humana. A regra não se aplica apenas às atividades desportivas. Abrange também as próprias relações sexuais, que devem ser guardadas mais para os meses de primavera, geralmente mais quentes e menos húmidos.

Em entrevista à Saber Viver, Wenqian Chen, responsável pelo Centro de Terapias Chinesas (CTC) que, em Portugal, atua já há mais de 20 anos, explica por que é que «o inverno é o período de concentração máxima, em que é importante conservar e armazenar a energia», aponta o tipo de alimentos e de refeições que deve privilegiar nos meses de maior frio e esclarece porque é a acupuntura e as massagens podem fazer desaparecer as dores agudas ou crónicas decorrentes do frio.

Defende que é fundamental que o ser humano reduza os gastos energéticos, prevenindo as dores típicas do inverno. Isto aplica-se apenas à atividade sexual ou o exercício cardiovascular regular também deve ser reduzido durante este período?

Aplica-se, no geral, a todos os esforços físicos excessivos ou aos esforços que forcem o organismo a gastos energéticos demasiado fortes. O exercício regular não necessita de ser eliminado ou mesmo reduzido. Isto dependendo do nível de esforço que cada pessoa está habituada a despender, claro! Mas o inverno não é a altura ideal para aqueles treinos de dar tudo por tudo a 100%, que devem ser empurrados para a primavera.

Tal como na natureza, em que todos os seres vivos reduzem a sua atividade, o mundo vegetal entra em passividade e os animais hibernam, também para o ser humano é importante reduzir os esforços. Na MTC, os rins são vistos como o repositório da vitalidade humana e estão ligados ao elemento água e ao frio.

Assim, devemos abster-nos de esforços excessivos nesta época, não exagerar na atividade sexual e comer alimentos de fácil digestão e nutritivos, que aqueçam o corpo e o espírito. De facto, a atividade sexual representa um gasto energético muito forte e, estando diretamente ligada ao rim, na medicina tradicional chinesa, quando em excesso, pode contribuir para lesões e dores associadas.

Por que é a zona lombar fica enfraquecida com o frio?

A zona lombar é uma das zonas conetivas do corpo humano. Se, por um lado, tem muita importância na movimentação e passam por ela muitos meridianos ligados a sistemas do corpo humano que são particularmente vulneráveis ao frio, é também a zona onde estão localizados os rins, que são particularmente sensíveis nesta época. Outros motivos prendem-se com a postura mais rígida, comumente assumida, de contração dos músculos contra o frio ou mesmo com as correntes de ar e alterações frequentes da temperatura.

Que efeitos produz esse enfraquecimento da zona lombar nos rins e na bexiga nas épocas de maior frio?

A própria postura que adotamos, por vezes para nos defender do frio, leva à contração da zona lombar. O frio pode ter vários efeitos, desde os mais simples e imediatos, como contracturas, má circulação do sangue e energia que vão originar dores na zona lombar, até aos mais complexos.

Se o frio penetrar profundamente na zona lombar do corpo humano, pode levar a um enfraquecimento geral, que é por vezes muito visível na perda de força nas pernas, dores de cabeça, cervical ou torcicolos. A energia acaba por ser, desta forma, afetada contribuindo para um enfraquecimento das defesas que pode originar diversas infeções.

Veja na página seguinte: Os rins como repositório da vitalidade humana

Comentários