Esquece-se das coisas com frequência?

Uma das razões prende-se com o facto de poder andar a dormir pouco, asseguram especialistas internacionais. Saiba o que têm as falhas de memória a ver com a falta de sono.

Um estudo da Universidade da Pensilvânia, levado a cabo por investigadores e cientistas deste estabelecimento universitário dos Estados Unidos da América, concluiu que quem dorme menos de seis horas por noite tem maior propensão para ficar com falta de memória e de coordenação motora. Além disso, a falta de sono também compromete as funções ligadas à concentração e execução de tarefas diárias.

As suas consequências negativas não se ficam, contudo, por aqui. Quem não dorme um mínimo de sete horas por noite corre maiores riscos de:

- Aumentar de peso

A falta de descanso aumenta a produção de grelina, a hormona da fome, potenciando o risco de diabetes e obesidade.

- Sofrer alterações emocionais

Os cérebros que descansam menos à noite reagem 60 por cento mais a imagens negativas, o que promove irritação e sensibilidade.

- Ficar constipado frequentemente

O risco é três vezes superior ao das pessoas que dormem mais de seis horas por noite.

artigo do parceiro:

Comentários