Comportamentos a adotar numa melhor prevenção do HPV

Uso de preservativos de látex e de poliuretano não protege contra a infeção pelo HPV

Devemos procurar estar informados sobre as medidas preventivas e utilizá?las de forma consistente, bem como sobre os sinais e os sintomas de infeções de transmissão sexual, consequências e os seus métodos de transmissão. A mulher deve realizar regularmente um exame ginecológico e deve fazer a colpocitologia e/ou o teste de HPV?DNA, mesmo que tenha feito a vacina. Na vigilância ginecológica pode discutir com o médico o rastreio de situações a que possa ter estado exposta.

O uso de preservativos de látex e de poliuretano não protege contra a infeção pelo HPV, mas é recomendado o seu uso, devido à eficácia na prevenção de outras infeções sexualmente transmissíveis.

As infeções podem advir de comportamentos prévios de um(a) parceiro(a) e são também um fator de risco, principalmente se este(a) teve múltiplos(as) parceiros(as) anteriores.

Fazer a vacina na mulher, de acordo com o Programa Nacional de Vacinação, ou consoante recomendação médica.

Em acréscimo às recomendações efetuadas é também importante realçar que a higiene deve ser mantida e deve ser realizada uma visita regular ao seu médico caso esteja perante sintomas de comichão, corrimento, sangramento anormal (fora da menstruação) e dor durante na relação sexual.

Cofatores como hábitos tabágicos, uso de contracetivos orais, presença de doenças venéreas, deficiências nutricionais, idade precoce da primeira relação sexual e múltiplos parceiros sexuais, são descritos como co fatores de risco para o desenvolvimento de cancro do colo do útero:

Como é feito o Tratamento do HPV?

O vírus do HPV pode ser eliminado espontaneamente, sem que a pessoa saiba que estava infetada. Existem várias formas de tratamento, mas o objetivo de qualquer um deles é destruir o tecido infetado.

No caso de estar perante um carcinoma do colo do útero, o acompanhamento médico é especialmente importante, uma vez que os tratamentos aplicados são mais específicos e rigorosos. No tratamento desta neoplasia estão indicadas terapias multidisciplinares envolvendo a Cirurgia, a Radioterapia e a Quimioterapia.

No próximo e ultimo artigo falamos da vacina do HPV, nomeadamente da sua constituição e quais os tipos de vacinas que são comercializadas em Portugal.

Por Germano de Sousa

artigo do parceiro:

Comentários