Aprenda a ler o seu corpo

O nosso corpo é dos melhores indicadores no que respeita à saúde, até porque nem sempre dói mesmo quando o problema está lá.
créditos: pixabay

Manchas, variações de cor, irritações, etc... revelam muitas vezes que algo no nosso organismo possa não estar a funcionar da melhor maneira. Não se trata de ficar alarmado caso note algum destes sintomas, mas como mais vale prevenir que remediar, é só uma questão de ficar atento, alterar comportamentos e controlar se progride ou não e consoante isso consultar um especialista. Tome conhecimento de alguns indicadores...

Mãos
Amarelas ou avermelhadas – hepatite, excesso de bilirrubina o que consequentemente é algo a ver com o fígado.
Brancas – falta de circulação e oxigénio no sangue.
Unhas brancas, fracas ou amareladas – quando metade da unha tem um aspeto branco (como uma meia lua que começa na cutícula) e a outra metade é vermelha, pode ser indício de problemas renais.
Unhas amareladas e espessas – podem ser devido a doenças pulmonares.
Dedos inchados – as causas são várias, sendo o hipotireoidismo e a artrite duas delas.
Dedos azulados e mãos geladas – significa que algo está a restringir a circulação de sangue para as extremidades.

Língua
Tom azulado – tal como os dedos, pode significar baixo nível de oxigénio nos tecidos para além de intoxicação, doenças respiratórias ou alguma disfunção cardíaca.
Tom esbranquiçado – se a camada for mais espessa pode ser indício de uma infeção ou que o estômago está com algum problema.
Inchada e vermelha escura – é provável que sejam diabetes.

Olhos
Manchas amarelas sobre os olhos – é provável que seja algo de fígado ou vesícula biliar.
Manchas vermelhas ou vermelhidão – problemas respiratórios e circulatórios.
Olheiras – típico sinónimo de cansaço ou noites mal dormidas. No entanto, se aliado a isto tiver insónias, perda de memória, concentração e falta de apetite sexual podem indicar excesso de bactérias no intestino.

artigo do parceiro:

Comentários