Ansiedade

Insegurança e pensamentos auto-destrutivos estão na origem deste problema

Consiste numa preocupação excessiva e quase diária, com uma duração de seis meses ou mais.

A intensidade, frequência ou duração deste quadro psicológico é desproporcional à importância requerida pelas situações que a desencadearam. Pode estar associada a conflitos psicológicos subjacentes, como por exemplo, insegurança e atitudes autocríticas que são autodestrutivas.

Sintomas

Podem surgir três ou mais dos seguintes sinais: inquietação, cansaço fácil, problemas de concentração, irritabilidade, tensão muscular e alterações no sono.

Tratamento

As benzodiazepinas actuam em poucos minutos, mas criam dependência física; a buspirona, por sua vez, demora duas semanas a fazer efeito, mas não causa dependência.

Ansiedade controlada

- As técnicas de relaxamento, que ajudam a consolidar um estado de paz e harmonia interior, são excelentes para prevenir qualquer crise.

- A psicoterapia é muito eficaz para ajudar a compreender e a resolver conflitos psicológicos internos.

- Evite as drogas que podem provocar ansiedade, nas quais estão incluídas o álcool, os estimulantes, a cafeína, a cocaína e outras substâncias.

- A combinação de valeriana e erva-cidreira é um bom remédio para reduzir a irritabilidade e a tensão nervosa.


artigo do parceiro:

Comentários