A força do períneo

Descubra as funções deste músculo essencial no desenvolvimento e na saúde da mulher

O períneo é uma das zonas do corpo que mais influencia o desenvolvimento,  principalmente da mulher, desde a juventude até à maternidade e à menopausa. É um músculo que deve ser exercitado para se tornar mais forte e resistente.

O períneo, ou músculos do pavimento pélvico, é um conjunto de estruturas situadas entre o ânus e os órgãos genitais externos com a forma de um oito.

O cruzamento dos dois círculos do oito é a zona mais forte e situa-se na ligação entre o ânus e a vagina, explica a fisioterapeuta especialista em saúde da mulher, Fátima Sancho. Para saber como exercitar o músculos do períneo, clique aqui.

Quais as suas funções?

Os músculos do pavimento pélvico sustentam alguns órgãos importantes como o útero, a bexiga e parte dos intestinos, desempenhando um papel primordial na funcionalidade destes órgãos. Para além disso, o períneo é a estrutura responsável pela irrigação sanguínea dos órgãos genitais, sendo por isso essencial para uma atividade sexual plena. Mais, durante a gravidez, são estes os músculos que  sustentam o peso do bebé, sendo, por isso, grandemente afetados durante o parto.

A especialista Fátima Sancho explica que «a pressão exercida pelo bebé durante a gravidez na cavidade pélvica pode chegar a ser de 5 kg e a recuperação da distensão muscular provocada pelo parto pode demorar entre 6 a 7 meses», daí a importância de treinar e reeducar este grupo muscular.

Por último, mas não menos importante, este conjunto de músculos é muitas vezes afetado pelo envelhecimento no decorrer das alterações hormonais, conduzindo a um  descontrolo dabexiga e a um enfraquecimento da capacidade de contração muscular. A incontinência urinária é um problema comum entre os seniores, que pode ser prevenido e tratado através do treino do períneo.

A que sintomas deve estar atenta?

Uma musculatura pélvica enfraquecida pode gerar alguns sintomas que, na maioria das vezes, são curáveis com o exercício destes músculos. Eis os sinais que não deve ignorar:

- Sensação de peso na zona genital, frequentemente à noite depois de um dia em que esteve muitas horas em pé. Neste caso deve consultar um médico

- Leve sensação de pouca firmeza vaginal durante a relação sexual. Este problema pode impedir a satisfação sexual tanto do homem como da mulher

- Dificuldades em reter a urina quando salta, corre, ri ou tosse

- Sinais de útero descaído

- Dificuldades em reter gases ou fezes

Texto: Ana Catarina Alberto com Fátima Sancho (fisioterapeuta especialista em saúde da mulher e membro da Associação Portuguesa de Fisioterapia)

artigo do parceiro:

Comentários