Treino noturno

Os exercícios que deve privilegiar

Com vidas cada vez mais agitadas e a falta de tempo a ajudar, há cada vez mais adeptos do treino noturno, altura em que tudo está mais calmo, as crianças já dormem e, no caso do verão, o calor dá tréguas.

Contudo, quem o faz não beneficia do sol nem das suas propriedades terapêuticas. Mas fazer exercício a essa hora é melhor do que não fazer exercício nenhum. Posto isto, deverá treinar de forma moderada, evitar comer em grandes quantidades, antes da prática de exercício, e deitar-se nas duas horas seguintes.

Estas instruções podem, no entanto, variar de pessoa para pessoa, podendo não se adequar ao seu caso. Lembre-se ainda que, se sofre de insónias, não deverá praticar exercício à noite.

Que exercícios fazer?

Uma vez que o exercício físico aumenta o metabolismo, na grande maioria dos casos, o retorno à calma e ao descanso demoram mais tempo a acontecer e, quando chega a hora de dormir poderá sentir-se mais agitada. Neste sentido, não recomendo exercícios de grande intensidade e volume aeróbio (cycle, body pump, body attack, body combat e localizadas). Opte por uma atividade mais moderada, como pilates, yoga ou body balance. Se for pouco para si, vá aumentando a intensidade dos seus treinos de forma moderada.

A alimentação certa antes de começar

- Coma uma peça de fruta antes de fazer exercício

- Evite bebidas com cafeína ou teína nos dias de treinos noturnos.


Revisão: Bruno Brito (personal trainer de Pilates e Treino Funcional no Aquafitness Clube Tejo e na Associação Desportiva do Tejo)


artigo do parceiro:

Comentários