Ovos (quase) sem colesterol

Saiba o que pode fazer para ingerir este alimento sem prejudicar a sua saúde

De acordo com o livro «A cozinha da Saúde», da autoria de Ferran Adrià, Valentín Fuster e Josep Cobella (Planeta) e com base em dados da Associação Portuguesa de Nutricionistas, a par da carne e do peixe, os ovos são ricos em proteína, zinco, ferro, fósforo, vitamina D e vitaminas do complexo B.

Mas, tal como a carne vermelha, a riqueza em gordura saturada coloca restrições ao seu consumo.

A boa notícia é que, se reduzir a proporção de gema em relação às claras, obterá ovos com teor mais baixo de colesterol. Saiba ainda que um quinto a quatro quintos é o número total de porções de carne, peixe e ovos que deve ingerir diariamente. Uma porção corresponde a um ovo médio ou a 25 gramas de carne ou de peixe cozinhados.

Dicas úteis para uma ingestão (mais) saudável:

- Para não abdicar dos ovos, faça uma omolete com duas claras e uma gema.

- Se não prescinde do amarelo dos ovos, use apenas as claras e simule a cor das gemas acrescentando açafrão.

- Coloque a clara num copo e substitua a gema por puré espesso de cenoura. Leve a cozer no microondas e delicie-se de seguida.

artigo do parceiro:

Comentários