Exercício doença a doença

O desporto que se adequa ao seu estado de saúde

Tem um problema de saúde e, por isso, acredita que não pode fazer exercício físico? Se é este o seu caso, saiba que está redondamente enganado.

Com o objectivo de integrar o exercício físico como cuidado de saúde, o American College of Sports Medicine criou o grupo Exercise is Medicine, que recomenda o tipo de exercício adequado para várias situações de doença.

Comece por dedicar dez a 15 minutos por dia, cinco vezes por semana, a uma actividade física de intensidade moderada até atingir os 30 minutos. Se quiser perder ou manter o peso poderá ser necessário aumentar o tempo para 60 minutos.

Saiba qual o desporto que melhor se adequa ao seu estado de saúde e bom treino!

Cancro

Um programa de exercício seguro durante a recuperação de um cancro pode estimular a energia e força, para além de ajudar a reduzir a dor, as náuseas e a fadiga provocadas pelos tratamentos. As actividades recomendadas são a caminhada, a bicicleta e a natação.

Alzheimer

Manter-se activo fisicamente ajuda a prevenir a doença de Alzheimer de acordo com diversos estudos efectuados. No entanto, também é importante quando a doença já está instalada, nesse caso, é útil para melhorar a mobilidade e a capacidade para desempenhar as tarefas diárias.

As melhores actividades são a caminhada, a calistenia ligeira (exercícios musculares) e aulas em grupo. Aconselham-se dez minutos de passeio a seguir às refeições e aulas de fitness duas vezes por semana.

Ataque de coração

O exercício tem um papel importante na recuperação dos doentes cardíacos, pois ajuda a reduzir alguns dos factores que contribuem para as doenças cardiovasculares, como a hipertensão, a diabetes e a obesidade para além de aumentar o fluxo sanguíneo.

Deve-se optar por actividades de baixo impacto mas que envolvam grandes grupos musculares como caminhar, desportos na água, andar de bicicleta, três a quatro vezes por semana.

Comentários