Transporte de doentes em debate

Liga dos Bombeiros Portugueses reúne-se hoje com Governo

A Liga dos Bombeiros Portugueses reúne-se hoje com o secretário de Estado da Saúde para debater as alterações ao regime de transporte de doentes não urgentes, recusando à partida medidas "absurdas" que acusa o Governo de impor. O presidente da Liga, Duarte Caldeira, disse à agência Lusa que os bombeiros "não podem passivamente aceitar que o Ministério da Saúde queira impor medidas que se revelam absurdas".

Um despacho do secretário de Estado da Saúde, Óscar Gaspar, determinou em dezembro passado que o transporte de doentes não urgentes pago pelo ministério passa a ter de responder obrigatoriamente a dois requisitos: prescrição clínica e insuficiência económica.

A Liga afirma ter exemplos de casos de pessoas que foram privadas do acesso ao transporte de que necessitavam porque as estruturas locais do Ministério não tiveram capacidade de avaliar essa insuficiência e por isso não prescreveram o transporte.

Duarte Caldeira disse à Lusa que a Liga "não pode aceitar que os bombeiros sejam desrespeitados nesta conduta imperativa, de imposição unilateral por parte do Ministério". No entanto, frisou que a Liga vai para a reunião com "disposição para o diálogo e busca de soluções consensuais, na medida do possível".

Depois da reunião, a Liga pretende fazer "um balanço da grave situação que se vive no transporte programado de doentes, com milhares de pessoas privadas de tratamentos e associações à beira da rutura financeira".

21 de Fevereiro de 2011

Fonte: LUSA/SAPO

Comentários