Ministro da Saúde garante que Portugal não tem falta de camas para queimados

O ministro da Saúde garantiu que não há falta de camas para queimados em Portugal e que o atendimento a estes doentes é feito em rede, a qual “está a dar resposta”.

Paulo Macedo falava aos jornalistas no final do debate sobre o “SNS: erros do passado e desafios do futuro", que decorreu na Assembleia da República, tendo negado a falta de camas em Lisboa para doentes queimados.

Isto porque nos últimos dias foram transferidos doentes que sofreram queimaduras em acidentes em Lisboa, o que, aliás, motivou uma pergunta de João Semedo, do Bloco de Esquerda, ao ministro, ainda durante o debate.

Aos jornalistas, Paulo Macedo começou por lembrar que este tipo de resposta é “altamente diferenciado” e que só existe “nos hospitais onde deve existir”.

“A rede está a funcionar”, disse, recusando a ideia de “polinização” de serviços de queimados.

Comentários