Bebés podem deixar de ser vacinados contra a tuberculose

OMS recomenda vacinação só para grupos de risco em países onde a incidência é baixa, como Portugal. Direção-Geral da Saúde estuda a hipótese e decide ainda este mês.
créditos: TIAGO PETINGA/LUSA

A notícia é avançada pela edição impressa desta quinta-feira do Diário de Notícias.

A vacina é produzida na Dinamarca e está esgotada no mercado desde abril devido à rutura dos stocks.

A Direção-Geral da Saúde está a estudar a hipótese de deixar de vacinar todos os bebés contra a tuberculose.

Esta mudança de estratégia tem a aprovação da Organização Mundial da Saúde e foi já tomada pela maior parte dos países europeus para ajudar a resolver o problema da falta de vacinas da BCG, escreve o referido jornal.

Em Portugal, neste momento há 20 a 30 mil bebés que ainda não foram vacinados.

A subdiretora-geral da Saúde, Graça Freitas, diz que a situação está a ser avaliada e admite que a opção de deixar cair a vacina é uma solução bastante "viável" que não coloca em risco a saúde pública.

No entanto, no final do mês de agosto, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, disse que o Governo estava a verificar se havia condições, em termos de qualidade, de um possível fornecedor asiático da referida vacina.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários