Waterbike

Queime 500 calorias em 30 minutos a pedalar dentro de água

Portugal já tinha o aquabiking e agora é também o segundo país do mundo a ter o waterbike.

Este novo conceito de cabines individuais que permitem pedalar e relaxar em simultâneo.

Constituídas por 16 jatos de hidromassagem, permitem o reforço muscular e cardiovascular, a reeducação funcional e a diminuição da retenção de líquidos e sensação de pernas pesadas.

Têm também o condão de esculpir o corpo e de afinar a silhueta, uma vez que permitem queimar cerca de 500 calorias por sessão de 30 minutos, além de favorecer o relaxamento através da função de cromoterapia e musicoterapia que os equipamentos Waterbike, nova marca introduzida em Portugal no início de 2013, integram.

Os jatos de água têm tem ainda um efeito de micro peeling da pele. O conceito é novo e os resultados evidentes, asseguram os importadores. O primeiro centro Waterbike surgiu no Porto, já este ano, mas o objetivo é criar até final de 2013 quatro novos centros por todo o país. Braga, Coimbra, Lisboa e Faro são as cidades escolhidas pelos promotores do projeto.

O conceito Waterbike, comprovado cientificamente, assenta num sistema inteligente de cabines individuais, onde é possível pedalar, sem esforço, protegendo as articulações. Os equipamentos utilizam fases luminosas (cromoterapia) com tons suaves, propícios ao relaxamento. A produção de ozono na água, juntamente com os jatos de hidromassagem, permite efetuar um micro peeling da pele.

Pedalar na água produz ondulações que vão massajar os gémeos, as coxas, as nádegas, o fundo das costas e o ventre. Este movimento dinâmico da pele e músculos favorece a eliminação de toxinas, a regeneração das células e ativa a recuperação do sistema circulatório, o que atenua consideravelmente o aspeto pele de laranja e a celulite.

artigo do parceiro:

Comentários