Tem sede? Saiba que cuidados deve ter com as garrafas de água

Apesar de ser bastante natural comprar uma garrafa de água para matar a sede, é importante que consiga perceber se essa pode ser prejudicial para a sua saúde ou não.

Assim que o calor aperta, não existe nada que apeteça mais do que beber uma água fresca e quando isso acontece, é normal que compre uma garrafa de água. Embora as garrafas sejam bastante comuns e algumas delas até tem um design original, a verdade é que o plástico que elas contem pode ter alguns perigos para a sua saúde. Estes encontram-se relacionados com substâncias tóxicas, que ao entrarem em contacto com a água podem causar graves problemas, tais como a diabetes ou até mesmo doenças relacionadas com o coração. Apesar do que possa parecer, não são apenas as garrafas de água que podem trazer estes perigos, mas também algumas embalagens plásticas que podem ser colocadas no microondas. Para que não seja apanhado de surpresa, vamos revelar-lhe quais são os diferentes tipos de plástico e também quais as substâncias tóxicas que cada um contem.

Polietileno ou PEBD - Considerado um plástico com uma densidade baixa, este é geralmente encontrado nos tão habituais sacos de plástico. É um material bastante seguro, até porque não liberta qualquer tipo de substâncias químicas na água.

Poliestireno ou PS - Mais conhecido por isopor, este material costuma ser utilizado nos pratos e copos de plástico. Devido ao facto de libertar alguns componentes tóxicos, este material não deve ser aquecido juntamente com os alimentos.

Polietileno Tereftalato ou PET - É um dos materiais plásticos mais seguros e por isso, é cada vez mais usado em garrafas, mas contudo não convém descuidar-se com ele até porque pode acabar por acumular muito bactérias.

Leia mais: Estes são os piores alimentos para a sua digestão

Comentários