É amante de café?

Se não consegue viver sem ele, descubra as vantagens e desvantagens do líquido que, para muitos, é milagroso.

Quer seja para melhorar o acordar, dar energia durante o dia, acabar uma refeição em beleza, é um hábito enraizado por muitos, mas nem sempre aproveitado da melhor maneira. Saiba qual a melhor hora e altura para beber um.

Ao acordar
Para muitas pessoas o dia parece que só começa quando bebem café. No entanto, quando acordamos os níveis de cortisol estão em alta, ou seja, estes níveis dizem respeito às hormonas do stress, por isso será melhor não enfatizar ainda mais. Estes níveis, na maioria das pessoas, atingem o pico nos seguintes horários: 08:00-09:00, 12:00-13:00 e 17:30-18:30. Assim, o ideal será tomar o café depois de cada um destes intervalos porque o estímulo da cafeína será mais eficaz, uma vez que a sua atenção começa a diminuir, mas é reforçada com o líquido. Ao acordar, por exemplo, beba entre as 09:30 e as 11:30.

Efeitos
A adenosina no cérebro é um neurotransmissor inibitório e pode atuar como um calmante do sistema central nervoso. Em circunstâncias normais, promove o sono e suprime o despertar. Ao ingerir cafeína, esta irá entrar em 'contacto' com os recetores e fazer a vez da adenosina, minimizando o cansaço e sonolência e proporcionando mais energia.
Os efeitos de uma chávena de café atingem o seu pico cerca de 30mn depois da sua ingestão portanto, caso beba cerca de 200mlg às 10 da manhã, é provável que 100mlg ainda estejam presentes no corpo às 4 da tarde. Se beber à tarde, o seu sono à noite poderá ser afetado.

Consequências
Como em tudo na vida... tudo em exagero faz mal! Assim, se for uma pessoa que passa a vida a beber café, o seu cérebro irá adaptar-se e terá de beber ainda mais café. Ou seja, o cérebro irá criar mais recetores de adenosina, o que faz com que se sinta mais cansado, sendo o café a ferramenta que você irá considerar eficaz. Não obstante, isto pode originar sintomas de abstinência se tiver de passar algumas horas sem beber café. Dores de cabeça costumam ser o sintoma mais comum.
Na senda, e por muito que determinadas pessoas achem que o café não as afeta à noite porque até não lhes custa adormecer, o que é certo é que faz com que durma menos profundamente e por um período de tempo mais curto. Por vezes, no dia seguinte o cansaço leva a melhor, o que origina mais ingestão de cafeína o que ao fim de uma semana acentua o débito de sono.

artigo do parceiro:

Comentários