RIB Beef & Wine: Em Lisboa a carne também é boa e não fraqueja

Em outubro último o restaurante RIB Beef & Wine, no Porto, celebrava um ano. Agora, neste início de 2017, o conceito em torno de uma carta de carnes, alarga-se a Lisboa, à frente ribeirinha, Praça do Comércio. Ao chefe Rui Martins junta-se, a Sul, o chefe Luís Rodrigues. Uma ementa onde há algumas novidades, sem perder a identidade, com os bons e generosos cortes de carne.

Volvido mais de um ano a amadurecer o conceito a Norte, o Pestana Hotel Group alarga a paragens meridionais o conceito RIB Beef & Wine. Da cosmopolita Praça da Ribeira, portuense, o pulo de 300 quilómetros em direção a Sul faz-se até à beira Tejo, numa não menos urbana e histórica praça, a do Comércio, ou como lhe preferirem chamar Terreiro do Paço.

Não obstante a distância geográfica, este é um casamento de proximidade entre as duas grandes cidades portuguesas no que respeita à oferta cárnica promovida pelos RIB Beef & Wine. Não faltam na carta lisboeta alguns clássicos da carta servida na Invicta pela mão do chefe Rui Martins. Em Lisboa, aquele que foi eleito o “Chefe Cozinheiro do Ano”, em 2016, está representado na cozinha pelo chefe Luís Rodrigues. Este, cuidador de uma carta com substanciais pratos de resistência: o Entrecôte sem osso, peça ligeiramente entrecortada com gordura (marmoreada), que lhe confere suculência acrescida (150 g). Uma vazia maturada com osso durante 60 dias (300 g); um T-Bone, peça com estrutura forte e marmoreada, parte lombo, parte vazia (700 g); um Chateaubriand, secionamento premium do lombo (300 g). Peça de resistência nesta mesa cárnica é o Tomahawk, um quilo de carne de bovino Black Angus de origem irlandesa. Também de peso o Chuletón, um quilo de carne Basca, aqui para duas pessoas. Todas estas peças chegam à mesa acompanhadas por manteiga “Café de Paris”, pimento piquillo de Lodosa e variações de flor-de sal.

Não obstante a migração para Sul do conceito e dos pratos que são a matriz do restaurante original existe uma natural adaptação de alguma da oferta à história gastronómica lisboeta. Um exemplo visível é o Camarão frito com Macieira e malagueta, inspirado nas icónicas cervejarias de Lisboa. As novidades foram pensadas também para os molhos que acompanham todas as carnes. Destaque para o Marrare, um molho que homenageia um dos mais célebres cafés lisboetas do início do século XX onde se reuniam boémios e marialvas da época e que esteve na origem do famoso “bife à café”. Também adaptada a Sul a carta de vinhos, com 120 referência, menos preponderante no que aos Douro diz respeito e com óbvia incursão pelos néctares lisboetas.

RIB Beef & Wine: Em Lisboa a carne também é boa e não fraqueja

O RIB Beef & Wine conta ainda com uma interessante carta de acompanhamentos, com algumas novidades, como o À Brás de legumes e o Arroz de grelos e chouriça de cebola, ou a Batata, malagueta, lima e gengibre; Esmagada de batata-doce, coentros, noz moscada.

Para palatos menos cárnicos, a carta oferece algumas opções vegetarianas, as “Cool Alternatives” como o Risotto de beterraba, pinhão tostado e maçã verde; ou a Salada de Cecina com couve roxa, balsâmico e mel; ou a Sopa de tomate à Alentejana ovo escalfado, lascas de bacalhau.

Para surpreender os mais gulosos e à semelhança da sobremesa designada Porto que integra a carta do restaurante no Norte, surge uma homenagem à capital: um pastel de Nata com gelado de canela e com a típica ginjinha, designado Lisboa. Ainda no item sobremesas, a destacar o “The Ultimate Sin”, Petit gâteau de chocolate de caramelo e o “Crunchie”, Chocolate crocante, creme de queijo e doce de leite.

Ao almoço o restaurante disponibiliza durante a semana um Lunch Meating (Menu Executivo) a 15,00 euros. O restaurante conta com um mixologist bar com dj hub.

RIB Beef & Wine Lisboa

Praça do Comércio, 31 – 34

Horário: 12h30 -15h00 e 19h30-23h00

Reservas: Tel.: 968 578 962; Email: rib.lisboa@pestana.com

artigo do parceiro:

Comentários