Que vinhos escolher numa refeição vegetariana ou vegan?

Uma regra “clássica” das harmonias gastronómicas diz que os vinhos brancos acompanham pratos de peixe e os vinhos tintos são para os de carne… e se a refeição for constituída por pratos vegetarianos? Que garrafa de vinho devemos abrir?

Não estou a falar de uma salada de alface e tomate ou de uma omelete de ovos, a cozinha vegetariana é hoje cheia de cor, aromas e sabores. Senão vejamos: Almôndegas de lentilhas; beringelas recheadas; caçarola de lentilhas; cannelloni de beringelas com requeijão; caril de batatas e ervilhas; hambúrguer de soja, sésamo e amêndoas; lasanha vegetariana; mousaka de feijão; pasta caponata; tabbouleh; tofu e legumes; tortilla de courgette e queijo; tomates recheados; etc. Por isso que vinho escolher? Como sempre pondere a textura do prato versus o corpo do vinho, considere igualmente o molho.

Com sabores de frutos vermelhos frescos, o vinho rosé é um ótimo contraponto para os sabores subtis da comida vegetariana no seu geral. Sobretudo se for servida fria (Buffet) e com molhos agridoce. Não deixe igualmente de considerar vinhos biológicos e com baixo teor alcoólico para uma refeição ainda mais saudável. Pense também localmente, não apenas por questões ambientais mas porque sobretudo o que nasce lado a lado, fica bem junto à mesa.

Mas se o que vai almoçar/jantar é mesmo uma simples salada, afinal os dias quentes já chegaram, então fique a saber que a tarefa vai ser difícil, porque saladas há de facto muitas! Ao escolher o vinho considere os ingredientes principais e não apenas o facto de ser uma “salada”. A casta Síria (Beira Interior) é uma boa escolha para uma salada à base de vegetais. Se a salada tiver queijo, considere um vinho Branco mais encorpado, do Alentejo por exemplo, ou mesmo um vinho Espumante Natural da Bairrada para contrabalançar a cremosidade do queijo. E porque não fazer uma vinagreta com sumos de citrinos em vez de usar vinagre? Vai ver que fica muito mais fácil de casar o seu vinho favorito com a salada de eleição.

Mas se a sua preferência vai para vinhos Tintos, deve então escolher pratos vegetarianos com textura e gordura. Tem de ter algo “para trincar” e dar luta aos taninos do vinho. Pratos com cogumelos, feijão, beringela são boas opções. O clássico Caponata harmoniza na perfeição um vinho Tinto porque é um prato com especiarias e tem a textura da beringela presente. Igualmente outros pratos vegetarianos confecionados no formato estufado, guisado são amigos de vinhos Tintos.

Veja também:

Lembre-se que só porque o vinho é feito de uvas, não significa necessariamente que ele possa ser considerado um produto alimentar capaz de entrar na dieta vegetariana ou vegan. É habitual os produtores de vinho usarem agentes de origem animal durante o processo de vinificação, com destaque no momento da filtração e estabilização do vinho antes do engarrafamento. Podem ser usados desde a albumina (clara de ovo), a caseína (leite) ou gelatinas provenientes de ossos de diversos animais ou entranhas de peixe.

Por isso se faz parte dos 0,7% da população do Mundo que é Vegan, procure por vinhos “vegan friendly”.

Teresa Gomes
(Sommelier
)

artigo do parceiro:

Comentários