Resveratrol

A capacidade de adiar o envelhecimento através de uma poderosa substância antioxidante

As formulações dos produtos de cosmética estão cada vez mais inovadoras. Conhecido pelas suas propriedades antioxidantes e rejuvenescedoras do organismo, o resveratrol está agora no centro das atenções da comunidade científica pela sua capacidade de abrandar o processo de envelhecimento cutâneo.

«Já nasceu a primeira pessoa que vai viver até aos 150 anos», acredita mesmo David Sinclair.

Foi com esta afirmação surpreendente que o professor e co-diretor do departamento de genética da Harvard Medical School, iniciou a conferência Live Older, Younger, que é como quem diz, Viva mais tempo, mais jovem, que fomos assistir a Paris a convite da Caudalie. O grande tema em discussão era o resveratrol e as suas propriedades rejuvenescedoras a nível dermatológico.

Apesar de ser uma substância conhecida há alguns anos, a comunidade científica ligada à dermatologia está mais entusiasmada que nunca com o seu elevado poder antioxidante e tem levado a cabo inúmeros estudos e investigações que confirmam estarmos na presença do ativo antienvelhecimento do momento e, por conseguinte, na tendência mais excitante no universo da cosmética. Vale a pena saber porquê.

O resveratrol aos olhos da ciência

O contentamento de Sinclair ao falar das suas recentes descobertas sobre os mecanismos biológicos do envelhecimento e as formas de revertê-lo era visível. Foi no laboratório pelo qual é responsável que descobriu, juntamente com a sua equipa, o papel importante que o resveratrol tem na ativação das sirtuínas, uma classe de enzimas presentes nos tecidos fetais e adultos que são responsáveis pela saúde e longevidade humanas.

Seguiu-se o discurso de Joseph Vercauteren, farmacêutico que trabalha com a Caudalie desde 1995 e o maior entusiasta quanto às propriedades da vinha e da capacidade antioxidante que o seu caule e sementes têm na preservação da juventude cutânea. Segundo nos contou, o resveratrol «redensifica a pele, tem uma atividade antioxidante, combate o stress oxidativo e diminui o fenómeno da glicação».

Para finalizar a conferência, foi dada a palavra a Richard Baxter, cirurgião plástico de Seattle e autor do livro premiado «Age Gets Better With Wine: New Science For a Healthier, Better And Long Life», onde partilha alguns factos curiosos sobre o desenvolvimento da ciência antienvelhecimento baseada nas propriedades do vinho.

Num discurso descontraído, revelou que trabalhar com pessoas que rejuvenescem artificialmente o fez interessar-se pelo antienvelhecimento em geral. Curiosamente, todas as suas pesquisas o conduziram aos benefícios do vinho. «Os consumidores de vinho têm uma pele mais saudável e bonita», partilhou com a audiência de jornalistas.

O que é o resveratrol?

Antioxidante poderoso presente nas plantas e, em particular, na vinha e que tem a capacidade de ativar as sirtuínas. A Caudalie usa uma forma patenteada de resveratrol que retira dos caules da vinha. A eficácia deste ingrediente ativo está relacionadom com as suas poderosas propriedades antioxidantes, a sua capacidade de evitar a glicação e de ativar os genes de sirtuína que abrandam o processo de envelhecimento em geral.

Como é o cosmético ideal?

O cirurgião Richard A. Baxter partilhou connosco as características do que julga ser o produto de skincare ideal. E nós partilhamo-las consigo, para que saiba o que procurar na busca pelo creme perfeito, que deve, entre outras coisas:

1. Ser rico em antioxidantes (o resveratrol é o mais poderoso).

2. Ativar as sirtuínas, que nos protegem das mudanças relacionadas com a idade a nível molecular.

3. Promover a regeneração de colagénio.

4. Proteger da radiação ultravioleta.

5. Corrigir as mudanças hormonais.

6. Corrigir irregularidades pigmentares.

7. Ter propriedades anticancro.

8. Ter uma boa capacidade de penetração na pele.

Glossário antioxidante:

- Colagénio

Proteínas fibrosas que se encontram em abundância na matriz extracelular e tecido conectivo. Estas proteínas conferem estrutura, firmeza e elasticidade à pele. Com a idade, a produção de colagénio diminui em quantidade e qualidade, conduzindo à formação de rugas e ao afinamento e enfraquecimento da pele.

- Glicação

Reação entre açúcares e proteínas que tem um impacto negativo na pele, na medida em que conduz à morte celular. O resultado? Uma pele mais fina e com um aspeto envelhecido.

- Sementes de uva

As uvas são usadas há milhares de anos para inúmeros fins, estejam eles relacionados com a alimentação ou com a medicina. O facto das suas sementes conterem ingredientes que ajudam a prevenir doenças levou à produção de produtos à base de extratos de grainha de uva. Porém, a marca Caudalie obtém o seu resveratrol patenteado do caule, uma vez que este é mais potente para o uso em cosméticos dermocosméticos.

- Sirtuínas

Presentes nos tecidos fetais e adultos, parecem guardar o segredo da saúde e longevidade humanas. O resveratrol tem a capacidade de ativar estes genes, oferecendo a oportunidade de combater o envelhecimento.

Texto: Madalena Alçada Baptista

Comentários