O que a pele pede aos 20 anos

Os cuidados básicos a ter com o rosto e com o corpo no início da idade adulta

A frescura típica dos 20 anos não exige tantas preocupações estéticas como noutras etapas da vida mas também exige alguns cuidados.

«A minha principal preocupação diz respeito à hidratação, por isso, aplico um hidratante que, por vezes, substituo por um BB Cream. Além disso, tenho olheiras, pelo que uso um creme específico. No corpo, uso diariamente um cuidado para as estrias», confessa Fabiana Bravo, 25 anos.

Para esse tipo de problemas, David Serra, dermatologista na Idealmed da Unidade Hospitalar de Coimbra, recomenda a escolha atenta de produtos adequados. «O hidratante deve estar ajustado às características da pele, que variam ao longo do tempo. O creme que utiliza no verão deve ser mais leve (emulsão ligeira) do que o que usa no inverno, que tem de compensar a secura da pele, sujeita ao frio e ao vento. O BB Cream é uma boa opção em muitos casos», assegura.

As olheiras também são facilmente solucionáveis nesta fase. «São um problema que requer medidas preventivas continuadas, como repouso e cremes descongestionantes. Soluções caseiras, como o pepino, também ajudam, mas a longo prazo. Para um efeito mais imediato, use máscaras e séruns», recomenda o especialista. No mercado, existem vários, de várias marcas, com formulações que potenciam a sua redução.

A celulite é mais difícil de combater mas também pode ser minorada. «Importa manter bons hábitos alimentares e alguma atividade desportiva. Isto porque, usados isoladamente, os anticelulíticos têm uma eficácia limitada. Pode associar-lhe tratamentos físicos mais eficazes, incluindo endermologia ou radiofrequência. Já as estrias podem beneficiar do uso de emolientes, preferencialmente com alfahidroxiácidos. a radiofrequência fracionada também proporciona resultados interessantes», sublinha.

Outro dos problemas comuns nesta fase prende-se com a acne. É muito comum a pele apresentar imperfeições, pontos negros, oleosidade, borbulhas, pápulas inflamadas e pústulas, decorrentes da transição para a idade adulta com alterações hormonais e mudanças na fisiologia da pele. Se sofre deste problema, opte por cosméticos oil-free, evite uma higiene demasiado agressiva e mantenha os dedos longe do rosto. Pode ser necessário tratamento dermatológico com medicamentos.

As primeiras rugas começam também a dar um ar da sua (des)graça nesta fase. São, essencialmente, rugas de expressão ainda finas e, geralmente, transitórias, consequência do movimento repetido da mímica facial. Para contrariar o seu aparecimento, mantenha a pele bem hidratada, prevenindo o aparecimento de rugas com princípios ativos como a vitamina C ou os retinoides.

Texto: Madalena Alçada Baptista com David Serra (dermatologista)

artigo do parceiro:

Comentários