Torne a sua família amiga da natureza

Fique a conhecer de que forma pode fazer uma revolução ecológica em casa e ensinar os seus filhos a tornarem-se amigos do ambiente.

Cada vez mais a sustentabilidade e a preocupação com o ambiente estão na ordem do dia. São já vários os documentários que espelham a necessidade de mudança no que à proteção da natureza e dos valores sociais e morais diz respeito. Conceitos relacionados com a ecologia, como desperdício zero, economia partilhada, sustentabilidade e produtos naturais  vieram para ficar e abrangem toda uma série de áreas. Desde a roupa, aos objetos do dia a dia, alimentação e mobiliário, tudo pode ser colocado em perspetiva; uma perspetiva mais amiga do ambiente.

Cabe-nos a nós, como indivíduos fazer escolhas mais conscientes e que afetem, positivamente o planeta ou que, pelo menos tenham um impacto ambiental diminuído. Apesar de muitos não pensarem assim, a verdade é que, enquanto consumidores detemos o poder. Se não comprarmos, a marca não vende, não lucra, tem de se reformular e dar aquilo que o consumidor quer e procura: um produto amigo do ambiente.

Começando pelo básico mas que talvez seja o mais difícil: mudar a atitude de compra. Vivemos numa sociedade guiada pelo materialismo que é, exatamente, o contrário daquilo que se quer: o essencial. Assim, devemos fazer uma revisão à nossa casa e à nossa vida e deixar aquilo que é essencial, que necessitamos, que usamos e que nos deixa realmente felizes, eliminando assim excessos. Reorganize a sua casa, desde os documentos aos objetos e dê ou venda as roupas e outras coisas que não usa e perceba aquilo que não utiliza, para não voltar a comprar.

Depois, na hora de comprar, faça uma escolha consciente. Não podemos dizer que é fácil, porque não é. A maioria dos produtos biológicos e que respeitam a natureza ainda são muito caros e não estão ao alcance de toda a gente; mas se pensarmos que, apesar de não podermos comprar todos os produtos naturais, se comprarmos uma parte já estamos a ajudar a aumentar o consumo destes bens e a diminuir o seu valor a longo prazo.

Leia mais: Envolva os seus filhos nas tarefas domésticas

Comentários