Quero uma mascote!

O que fazer quando as crianças insistem

Decidido a satisfazer o desejo do miúdo? Deixamos-lhe algumas dicas para a ajudar a escolher o animal de estimação certo.
 

Depois de ver o filme «Nemo» pediu-lhe um peixe, quando assistiu ao do «Piu Piu» quis um passarinho, a seguir ao «Garfield» implorou que lhe oferecesse um gato e, depois de conhecer «A dama e o vagabundo», sucedeu o mesmo.

 

Não hesitou suplicar por um cão para seu melhor amigo.À primeira vista, estes pedidos heterogéneos podem parecer-lhe simples caprichos do seu filho, mas na verdade não são. É que uma mascote pode dar-lhe uma grande segurança, reforçar a autoestima e favorecer a socialização.

 

Se ainda não está convencido, experimente imaginar um cenário bem mais assustador, por exemplo, se ele lhe pedisse o «Bambi», o «Koda» ou o burro do «Shrek»? Isso sim, seria motivo para desespero! Dê-se por satisfeito porque os animais que o seu filho lhe pediu são possíveis de adotar.

 

Mas, se o miúdo ainda não conseguiu convencê-lo, nós (que confessamos estar do lado dele!) vamos fazer por isso. Depois de conhecer os argumentos pro mascotes, encontrará certamente a opção que melhor se adapta à sua família. A seguir só falta escolher o animal em consciência, levá-lo para casa e dar-lhe muito carinho! 

 

Amigos de quatro patas


Cão
 

Companheiro ideal para as crianças a partir dos quatro anos, este animal brincalhão é o que melhor interage com a família. Para além disso, vive em média cerca de dez anos, podendo assim acompanhar o crescimento dos mais pequenos.

 

Existem raças mais indicadas para o convívio familiar. Entre as que lideram o ranking estão o boxer, o golden retrivier e o labrador. Contudo, é preciso não esquecer que uma mascote canina exige espaço (casa grande com varanda ou quintal) e tempo para brincar e tratar dela.

 

Assim, adptar um cão implica cumprir certos horários e tarefas (como levá-lo à rua para passear, correr e fazer as necessidades) indispensáveis à sua boa forma física e mental. Se não tem essa disponibilidade, é melhor optar por outro animal. 

 

Gato


Excelente mascote para crianças com mais de seis anos. Vive, em média, dezasseis anos e adapta-se perfeitamente à vida entre quatro paredes. Como é um animal independente e sossegado, entretém-se muito bem sozinho (por exemplo a brincar com um novelo de lã) e trata da sua própria higiene.

 

Assim, o gato é ideal para quem tem pouco tempo e espaço em casa. Mas atenção que este é um animal esquivo, e para não o deixar fugir, convém evitar deixar janelas e portas abertas. Opte por adotar um siamês, um persa ou um europeu comum, que são os felinos mais amistosos. 

Comentários