Abrace o papel de avó

Celebre a a alegria de ter netos, ultrapassando barreiras psicológicas

A 26 de julho comemora-se o Dia dos Avós, uma data que pretende celebrar os laços fundamentais entre membros familiares separados por duas gerações.

De forma a encarar este papel com atitude, deve ter em consideração alguns aspetos:

- Ser avó pode fazê-la sentir-se mais jovem

Numa cultura que faz a apologia da juventude, ter netos pode fazê-la pensar que está mais perto do fim da vida. Mas, após algum tempo, irá aperceber-se de que, afinal, ajuda a sentir-se mais jovem.

- Supere arrependimentos

É normal que renasçam mágoas, do tempo em que os seus filhos ainda eram pequenos, despertados pelo facto de não estar tão presente na vida dos netos quanto gostaria. Procure focar-se nas alegrias proporcionadas pelos momentos que passam juntos.

- Tenha em conta que os tempos mudaram

Aceite que, hoje em dia, a vida é muito diferente do que era quando os seus filhos nasceram. Isso não significa que os seus netos (e filhos) não possam aprender consigo, mas implica que, certamente, não tem respostas certas para tudo. Uma boa avó ajuda e aconselha sem querer impor a sua opinião.

- Reconheça o poder parental dos seus filhos

Respeite as escolhas deles e deixe-os ir aprendendo e crescendo como pais (ou mães). Não hesite em dar opinião quando lhe pedem, mas não os bombardeie com conselhos não solicitados.

artigo do parceiro:

Comentários