A sexualidade do adolescente

A melhor maneira de abordar o assunto com o seu filho

A adolescência é um período marcado pela descoberta, incluindo no campo da sexualidade.

 

Receber e aceitar conselhos e recomendações nesta idade é difícil, principalmente quando se trata de falar sobre sexo com os pais.

 

Pode ser embaraçoso para pais e filhos, pelo que o ideal é conhecer o melhor momento para abordar questões sobre a sexualidade, permitindo que comunicação seja feita nos dois sentidos. É importante fazer entender aos jovens adolescentes que as dúvidas e as questões são comuns nesta fase e que os pais já passaram pelo mesmo, tendo sofrido a mesma curiosidade e confusão em relação a este assunto.

 

Cuidados a ter

 

A decisão de iniciar a vida sexual deve ser tomada com consciência e devem ser adoptadas determinadas precauções. Os dois principais factores a considerar são a possibilidade de contrair uma doença sexualmente transmissível e a concepção de uma gravidez não desejada. É importante relembrar que o único meio que protege contra a maioria das DST é o preservativo, que pode ser igualmente usado para prevenir a gravidez.

 

«O sexo oral e o sexo anal continuam a ser sexo, pelo que apesar de não contribuírem para a gravidez, acarretam os mesmos riscos no que diz respeito às doenças de transmissão sexual. Nestes casos, o preservativo masculino continua a ser uma opção, sendo importante o uso do lençol de borracha no caso do sexo oral feminino», recomenda Stam Poupalos, médico da clínica online 121doc.

 

A primeira vez tem os mesmos riscos que a milésima, pelo que as hipóteses de contrair uma doença sexualmente transmissível como o VIH, o herpes, o HPV entre outras são as mesmas. Não engravidar na primeira vez é um mito, pelo que os métodos contraceptivos devem estar sempre presentes. É importante que ultrapasse receios e vergonhas e explique estas implicações ao seu filho, de forma direta e reponsabilizadora.

Comentários