Uma carta às crianças para o Dia Internacional do Livro Infantil

Um apelo à leitura e ao uso da imaginação marca a mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil, que se assinala na quarta-feira, e que é divulgada em forma de carta para as crianças de todo o mundo.

A mensagem é assinada pela escritora irlandesa Siobhán Parkinson e divulgada pelo Conselho Internacional sobre Literatura para os Jovens (IBBY), para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil, a 2 de abril, coincidindo com o dia de aniversário do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen.

 

"Sem o escritor, a história nunca teria nascido, mas sem os milhares de leitores em todo o mundo, a história não viveria todas as vidas que pode viver", recorda Siobhán Parkinson.

 

A mensagem defende que "separadamente, mas também em conjunto, eles [os leitores] recriam a história do escritor com a sua própria imaginação: um ato ao mesmo tempo privado e público, individual e coletivo, íntimo e internacional". "Isto deve ser aquilo que o ser humano faz melhor", resume.

 

Todos os anos, o IBBY convida um autor de um dos países membros para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil com uma mensagem que celebre a prazer da leitura e a importância da literatura para os mais novos.

 

"A imaginação do escritor trabalha e gira e molda ideias e sons e vozes e personagens e acontecimentos numa história, e a história é apenas feita de palavras, batalhões de rabiscos que marcham ao longo das páginas. E depois chega o leitor e os rabiscos ganham vida", escreveu Siobhán Parkinson.

 

Em Portugal, este a mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil é acompanhada de um cartaz com uma ilustração de Ana Biscaia, que venceu em 2013 o Prémio Nacional de Ilustração.

 

Lusa

Comentários