Trinta jovens criam residência artística dedicada ao rock em Paredes de Coura

Três dezenas de jovens da região Norte começam em Paredes de Coura, na quarta-feira, uma residência artística dedicada ao rock, promovida pela Câmara Municipal para ocupação dos tempos livres durante a pausa letiva do Natal.

Segundo adiantou à agência Lusa o diretor artístico da Escola do Rock, Nuno Alves, do Space Ensemble, cerca de "metade" dos jovens são de Paredes de Coura, sendo os restantes de Arcos de Valdevez, do Porto, Leça da Palmeia e Braga, entre outras localidades.

De acordo com aquele responsável, a primeira edição da residência artística dedicada ao rock, destinada a jovens entre dos 14 aos 18 anos, caracteriza-se por "uma diversidade de percursos musicais e de instrumentos tocados pelos participantes".

"Estamos muitos satisfeitos com a participação até porque a inscrição implicava a produção de um vídeo. Vai ser muito interessante”, sustentou.

A Escola do Rock vai decorrer até domingo, com formação intensiva, experimentação e partilha, que culminarão com a produção e gravação de um álbum e com a apresentação de um espetáculo final no centro cultural da vila.

O projeto foi lançado no início de novembro pela Câmara de Paredes de Coura, distrito de Viana do Castelo.

Na altura, o autarca socialista Vítor Paulo Pereira adiantou que o projeto fazia “todo o sentido" num concelho que é palco, todos os verões, de um dos maiores festivais de música do país.

"Temos que aproveitar este pulsar e essa dinâmica artística", sublinhou, adiantando que a dinamização económica e social do concelho é também uma das apostas do projeto.

Comentários