Bebés norte-americanos são viciados em televisão, revela estudo

Um estudo realizado na Universidade da Carolina do Norte, nos EUA, veio revelar que muitos bebés norte-americanos passam quase três horas por dia em frente da televisão.

"As mães estão a usar a televisão como uma forma de acalmar crianças um pouco mais difíceis", afirmou a principal autora do estudo, Amanda Thompson, professora assistente de antropologia na Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill.

 Estudos anteriores têm vindo a demonstrar que ver TV numa idade tão precoce pode atrasar importantes marcos de desenvolvimento da criança.

O relatório foi publicado on-line no dia 7 de janeiro e será incluido na edição impressa de Fevereiro da revista Pediatrics.

Para levar a cabo este estudo, a equipe de Thompson analisou mais de 200 agregados familiares com baixos rendimentos que participaram num estudo sobre o risco de obesidade em crianças.

Os investigadores encontraram crianças de três meses que eram colocadas em frente à televisão durante três horas por dia. Para além disso, 40% das crianças analisadas com cerca de 1 ano de idade são expostas ao ecrã pelo menos durante três horas por dia.

As mães obesas e viciadas em televisão ou com filhos mais activos ou exigentes são mais propensas a colocar os bebés em frente à televisão, inclusivamente durante os horários das refeições. 

A investigadora Amanda Thompson está atualmente a desenvolver um estudo para ver se jogos ou outras alternativas podem ajudar essas mães a manter os seus bebés longe da televisão.

Melissa Salgueiro, psicóloga do Hospital Infantil de Miami, concordou que "as crianças não devem ser expostas à televisão antes dos 2 anos de idade." Mesmo assim, afirmou, a TV deve ser limitado a 30 minutos por dia, e os pais devem encontrar outras atividades - como jogos - para acalmar seus filhos.

Comentários