Participar num grupo de pais: sim ou não?

Partilhar experiências na gravidez e a seguir ao bebé nascer ajudará no novo papel de mãe ou de pai. Saiba mais sobre esta opção que hoje em dia ganha cada vez mais adeptos.

Os especialistas na área da psicologia da gravidez e da parentalidade são consensuais ao afirmar que partilhar experiências na gravidez e a seguir ao bebé nascer pode ser um contributo para o novo papel de mãe ou de pai. Os grupos informais são uma via por promoverem encontros, normalmente abertos e gratuitos, de partilha de experiências e de informação, podendo a mãe ou o pai ou ambos levar inclusivamente o bebé.

Segundo a psicóloga Teresa Abreu, «os grupos informais funcionam como um espaço que permite aos pais trazer um pouco à terra o que querem realmente para si» porque:

  • Quando as vivências são contadas a partir da própria experiência, a informação circula de uma forma mais eficaz.
  • A pessoa que dá o seu testemunho ao grupo tem a vantagem de validar as suas próprias emoções perante as restantes.
  • A autoestima é fortalecida pelo facto de as pessoas sentirem que as suas histórias podem ajudar os seus pares
Texto: Ana Margarida Marques

Siga este e outros temas sobre gravidez no Facebook A Nossa Gravidez

artigo do parceiro:

Comentários