Como evolui o parto?

O parto evolui em quatro fases de acordo com a grande parte dos livros técnicos: fase latente, fase ativa, período expulsivo e dequitadura.

A Enfermeira em Saúde Materna e Obstetrícia Antónia Prates aconselha os pais a conhecer a fisiologia do parto já que uma «gravidez informada contribui para que a experiência do nascimento seja mais segura e gratificante».

Fase latente
A fase latente é a primeira etapa do parto. É o período que compreende o apagamento do colo do útero e a fase inicial de dilatação. É a fase mais longa do parto. Num primeiro parto, pode durar, em média, oito a 12 horas.

Fase ativa
A fase ativa ocorre a partir do momento em que a parturiente apresenta três a quatro centímetros de dilatação, até aos dez centímetros, o que habitualmente se designa por "dilatação completa”. Num primeiro parto, em média, a fase ativa dura cerca de seis a oito horas.

Período expulsivo
Tal como o nome indica, o período expulsivo consiste na expulsão do bebé, através do canal de parto, o que habitualmente se entende pelo nascimento do bebé. Este período é variável, podendo durar até cerca de duas horas, principalmente se houver o efeito de analgesia epidural.

Dequitadura
A última fase do trabalho de parto é designada por dequitadura. É a expulsão da placenta, após o nascimento do bebé.

Texto: Ana Margarida Marques

Siga este e outros temas sobre educação, saúde e cuidados ao bebé no nosso Facebook 

artigo do parceiro:

Comentários