5 medos comuns no parto

Poder-se-á dizer que a gravidez tem um toque agridoce. Se por um lado é uma experiência única e enternecedora em quase todo o seu contexto, por outro há toda uma panóplia de receios... os que são inerentes à gravidez propriamente dita e outros que são quase “impostos” por terceiros.

Existem vários medos que assombram durante os nove meses e são um grande causador de stress. Deverá saber identificá-los, reconhecê-los e munir-se de ajuda para os ultrapassar. Mesmo que ache que são coisas da sua cabeça! As suas preocupações são legítimas e por isso poderá consultar aqui algumas delas e a melhor maneira de contornar as mesmas.

Alguma coisa correr mal
Toda a gente tem uma história para contar e, o pior, só se focam nas más (morte, complicações, entre outros)! É um medo legítimo e natural, mas não deixe que ele a consuma. Evite estar com pessoas ou corte a conversa quando o discurso não lhe agrada e deposite antes a sua energia em pensamento e pessoas positivas. Afinal de contas são mais as histórias de parto bem sucedidas do que as outras, felizmente! Se sentir que é algo que a martiriza constantemente procure ajuda com um especialista.

Maus tratos/ cuidado no hospital
O ideal será informar-se antes e procurar boas recomendações de pacientes acerca de médicos, procedimentos, medicamentos, o trato da equipa, etc... Faça as perguntas sobre as dúvidas que tem e questione-se. Muitos pacientes têm uma postura mais passiva o que faz com que os médicos façam as coisas quase de forma automática e, por isso, deverá demonstrar de forma educada que consigo não irá ser dessa maneira.

Comentários