Trabalhos de casa

Estratégias para que o seu filho cumpra com êxito esta missão diária

Todas as crianças passam por uma fase de preguiça em que tentam tudo para adiar o momento de abrir o caderno e enfrentar os famosos trabalhos para casa (TPC).

Cabe aos pais visionarem a realização desta tarefa, motivarem para o estudo e incentivarem os filhos a adotarem boas rotinas.

Comece por elaborar um horário «onde constem todas as atividades realizadas pelo seu filho ao longo do dia. Este horário será visto pela criança como algo divertido e não como uma obrigação a cumprir», afirma Catarina Leal, psicóloga educacional. Os TPC devem ser as tarefas mais importantes do dia e as primeiras a realizar quando a criança chega a casa.

Nunca deve deixar as responsabilidades para a última hora. «É importante dividir o tempo disponível de forma equilibrada. Há que evitar dedicar mais de meia hora seguida a cada disciplina e fazer intervalos de cinco a dez minutos entre cada uma delas», sugere.

Erros a evitar

Alguns pais ambicionam que os seus filhos sejam os melhores da turma e «muitos deles acabam por cair no erro de exigir demais ou depositar demasiadas expectativas no filho, o que é prejudicial», alerta a psicóloga. Essa rigidez também se aplica aquando a realização dos TPC. «Quando os pais detetam erros nos trabalhos realizados, devem evitar ser demasiado severos e não perder a calma. Devem também evitar criticar, punir ou castigar a criança por esta não conseguir alcançar os resultados», defende Catarina Leal.

Como motivar os mais pequenos

O apoio por parte dos pais é essencial para que a criança atinja os objetivos exigidos na escola. «Quanto maiores forem as dificuldades do aluno, maior deverá ser o apoio prestado pelos pais. Devem sentar-se ao lado do filho, questionar se tem dúvidas e oferecer-se para ajudar. Quando os resultados estão errados, há que o ajudar a verificar onde errou», sugere Catarina Leal. Uma vez terminadas as tarefas, as atividades de lazer, televisão, computador ou brinquedos, podem funcionar como recompensa.

Comentários