Óculos de sol para crianças

Os cuidados a ter na hora de escolher o par ideal

Mais do que um acessório estético, os óculos de sol são, sobretudo, um objeto essencial para proteger a vista.

«As radiações solares apresentam uma intensidade crescente e o risco de lesões oculares graves tem acompanhado esse fenómeno, pelo que o uso de óculos de sol é cada vez mais importante», afirma Luís Gouveia Andrade, médico oftalmologista.

E não é só no verão que é importante usar óculos de sol. «Desde que os óculos sejam de qualidade, a sua utilização não comporta qualquer risco, pelo contrário, mesmo no outono e no inverno existem dias com muito sol e até em dias enevoados as radiações nocivas podem atingir a superfície da Terra e lesar os nossos olhos», alerta o médico oftalmologista.

Hoje sabe-se que, para além do risco de melanoma associado à exposição solar, «as lesões da retina ocorrem mais precocemente e são mais graves nos doentes expostos ao sol. Também o desenvolvimento de catarata é mais prematuro quando a exposição solar é frequente e intensa», refere o especialista. Por tudo isto, o uso regular de óculos escuros é incentivado cada vez mais cedo.

«Existem modelos adaptados para crianças que permitem a sua utilização a partir dos três anos. Antes dessa idade não fará muito sentido porque não é previsível que esteja muito exposta ao sol. Na hora de comprar é importante escolher armações leves e lentes inquebráveis para evitar acidentes.» Para toda a família, o uso de um bom chapéu com abas complementa o efeito protetor dos óculos.

Escolha inteligente


Para ter a certeza de que o modelo que escolheu confere uma proteção eficaz contra os raios solares existem alguns critérios a ter em conta. Em primeiro lugar, deve adquirir o par numa casa especializada e não em lojas de moda.

«Num centro ótico terá a garantia da autenticidade das lentes, da presença de filtros anti-UV apropriados e um adequado aconselhamento em relação ao modelo mais recomendado para cada caso», explica o médico oftalmologista.

A cor das lentes é igualmente um fator a considerar. «De um modo geral, as lentes castanhas oferecem um melhor contraste e uma melhor qualidade de visão», refere. Depois convém pensar na finalidade do modelo que está a comprar e nos seus materiais. 

 

«Para atividades na neve ou no mar, a luminosidade e refletividade são maiores e a proteção também o deve ser. As lentes de vidro são mais pesadas e correm o risco de partir, pelo que as lentes de material orgânico são preferíveis», conclui.

Texto: Vanda Oliveira com Luís Gouveia Andrade (médico oftalmologista)

artigo do parceiro:

Comentários