Os cuidados básicos a ter com as crianças na praia

Os mais pequenos não gostam de pôr protetor solar mas os número que chegam lá de fora são alarmantes. Veja os gestos mais indicados para uma proteção ainda mais eficaz

The cute baby boy playing on the beach. Little boy sitting on the sand. Sea and seashore as background with copy space

Se há coisa de que os mais pequenos gostam, quando chega o verão, é de ir à praia. Um estudo francês alerta, contudo, para os perigos de uma exposição solar excessiva, com cerca de 50% das crianças entre os 3 e os 12 anos a passar mais de seis horas por dia ao sol e perto de 90% a registar episódios de escaldões e queimaduras solares. Para que o seu filho possa usufruir dos dias de praia em segurança, siga os conselhos de Manuela Cochito, dermatologista:

- «O filtro solar deve ser colocado ainda em casa com a criança despida, para não falhar nenhuma área e deve ser renovado de duas em duas horas. Os chapéus e as roupas também devem ser usadas como complemento de proteção solar», refere a especialista.

- «Quanto mais clara for a pele da criança, maior é o cuidado que se deve ter, mas deve haver sempre muito cuidado com todas as crianças, porque um escaldão nestas idades aumenta muito o risco de contrair cancro de pele no futuro», acrescenta a dermatologista.

- Os bebés com menos de um ano não devem ser expostos aos raios solares.

- Quando aplicar o protetor solar no seu filho não se esqueça do pescoço, das mãos, pés e lábios. Nas raparigas, aplique também debaixo das alças do fato de banho.

Texto: Mariana Correia de Barros com Manuela Cochito (dermatologista)

artigo do parceiro:

Comentários