Dos 0 aos 6 meses: Cólicas

O meu bebé está sempre a chorar. Será que tem cólicas?

É possível. As cólicas não são propriamente uma doença, é apenas um termo utilizado para descrever o choro inconsolável num bebé que é normalmente saudável. Se o bebé tiver menos de 5 meses e chorar durante mais de três horas seguidas em três ou mais dias numa semana, durante pelo menos três semanas, e não encontrar qualquer explicação clínica para o seu desconforto, é muito possível que tenha cólicas. Um bebé com cólicas pode manifestar verdadeiramente o seu desconforto: pode esticar ou contrair alternadamente as pernas e libertar gases. O choro e o desconforto podem afectar o bebé em qualquer hora do dia, mas são normalmente mais intensos entre as 6 da tarde e a meia-noite.

Cerca de 20% de todos os bebés têm cólicas, normalmente a partir das 2 – 4 semanas de vida. (Este estado é tão comum nos filhos mais velhos como nos mais novos, nos rapazes como nas raparigas, nos bebés a mamar como nos bebés a beber leite de fórmula.) Felizmente, as cólicas não duram para sempre. Sessenta por cento dos bebés deixará para trás a fase pior aos 3 meses de vida e 90 por cento melhoram aos 4 meses.

Por que razão alguns bebés têm cólicas?

As cólicas são um dos grandes mistérios da vida dos bebés. Ninguém sabe por que razão alguns bebés são mais sensíveis do que outros, mas não faltam teorias. Pode ser porque, nalguns bebés, o sistema digestivo é mais imaturo ou sensível. (Na verdade, o termo ‘cólica’ deriva do termo grego kolikos que, em termos latos, significa "cólon".) O tracto digestivo do recém-nascido contém muito poucas das enzimas necessárias para decompor os alimentos, pelo que o processamento das proteínas do leite materno ou do leite de fórmula pode produzir gases dolorosos.

O próprio acto de gritar pode levar a que o bebé engula muito ar e isso também conduz à acumulação de gases. Outros especialistas acreditam que longas crises de choro causadas pelas cólicas são uma forma de libertação física para os bebés que se sentem confusos e cujo sistema nervoso ainda em desenvolvimento não tem capacidade para processar todos os novos estímulos que os rodeiam. Quando chega o final da tarde, alguns bebés simplesmente já não conseguem lidar com mais estímulos visuais, sons ou sensações no seu ambiente e choram para libertar o stress.

continua

Ouvi dizer que as cólicas nos bebés a mamar são causadas pela alimentação da mãe. É verdade?

Ocasionalmente, os bebés que mamam têm cólicas devido a algum ingrediente da alimentação da mãe. (Consulte o nosso quadro para ver uma lista de alimentos que podem irritar o seu bebé.) Os lacticínios encontram-se entre os principais responsáveis. Se estiver a amamentar, tente reduzir o consumo de leite, queijo e iogurte durante uma semana para ver se nota alguma diferença. Se as cólicas do bebé melhorarem, reduza ao máximo estes alimentos. Caso contrário, veja mais abaixo mais sugestões sobre como aliviar as cólicas – e não se prive de comer um bom gelado!

Alguns bebés que se alimentam de leite materno parecem ficar incomodados se a mãe comer muitos alimentos condimentados, produtos com trigo, frutos secos, morangos, vegetais crucíferos (por ex. couve, brócolos e couve-flor), alho, cafeína e álcool. Para ver se algum destes alimentos está a causar desconforto no bebé, evite-os todos durante alguns dias. Se o bebé parecer melhorar, reintroduza novamente um alimento de cada vez, com intervalos de alguns dias até introduzir o seguinte. Se o bebé começar a queixar-se de novo depois de recomeçar a tomar um determinado alimento, então descobriu a substância que causa a irritação. Terá de a evitar até o bebé superar esta sensibilidade, provavelmente cerca dos 3 meses, mas abster-se de beber café ou de tomar qualquer outro alimento durante alguns meses é muito pouco em troca de um bebé mais feliz.

Se o bebé for alimentado com leite de fórmula, poderá tentar mudar a fórmula para ver se é essa a causa da irritação. Além disso, independentemente de o bebé beber leite materno ou de fórmula, não se esqueça de o pôr a arrotar durante e após as refeições, já que ajuda a aliviar a pressão acumulada quando engole ar.

continua

O que mais posso fazer para acalmar o meu bebé quando tem cólicas?

Em primeiro lugar, perdoe-se a si própria se fraquejar e também começar a chorar. Por vezes, ouvir um bebé a gritar durante horas consegue deitar a baixo mesmo a mãe mais estóica. Depois, respire fundo e tente relaxar. Se estiver demasiado tensa, o bebé percebe e nunca conseguirá acalmá-lo. E agora comece a percorrer esta lista de sugestões. Lembre-se de que não existe uma táctica que resulte sempre, por isso continue a tentar.

• Dê uma chupeta ao bebé. Por vezes funciona, provavelmente porque a sucção acalma o bebé. Um baloiço ou uma cadeira de baloiço também podem ajudar.

• Vire o bebé com a barriga para baixo, sobre o seu joelho ou sobre uma botija de água quente dentro de uma toalha (ou arrefecida a uma temperatura que não seja desconfortável para si quando está em contacto com a pele do seu pulso). Esfregue ou dê palmadinhas nas costas do bebé, já que pode ajudar a aliviar parte da pressão do estômago.

• Pegue no bebé e fale com ele, embale-o ou aconchegue-o. Sem dúvida, nem sempre é fácil mimar um bebé aos gritos mas, por vezes, simplesmente tocar no bebé pode ajudar e é importante pelo menos tentar reconfortar a criança. Pode também tentar pô-lo na cadeirinha de automóvel ou na espreguiçadeira e colocá-la em cima do secador da roupa – o movimento é muitas vezes calmante. Mas não o deixe sozinho, a vibração de alguns secadores é por vezes tão intensa que a cadeirinha pode cair.

• Leve o bebé para todo o lado. Alguns bebés com cólicas gostam simplesmente de se manter em movimento. Se verificar que o seu bebé é assim, invista num porta-bebé e transporte-o consigo enquanto trata das suas tarefas.

• Tente mudar de ambiente. Pode ser útil levar o bebé a passear, na cadeira de passeio ou num porta-bebé. O ar fresco e o ritmo dos movimentos pode acalmá-lo e fazer com que adormeça. Ou então dê uma volta de carro. No final do dia, Osmar Teles , pai da agora Camila, com 2 anos, punha a sua filha aos gritos no carro e dava longos passeios de carro. A vibração do automóvel adormecia-a logo. Esta táctica não só acalmava Camila, como também proporcionava à mãe uma pausa de toda aquela choradeira.

• Depois de dar de comer, pôr a arrotar, mudar a fralda e tudo mais de que o bebé necessite, é perfeitamente aceitável que o coloque na cama de grades durante alguns minutos, mesmo que chore inconsolavelmente, para que possa ter o seu momento de pausa. Alguns momentos de repouso ajudam-na a acalmar os nervos (e a conservar a sua sanidade). O pai e a mãe deverão revezar-se ou contratar uma ama compreensiva durante algumas horas.

• Evite pedir que lhe receitem medicamentos para as cólicas, como anti-espasmódicos ou sedativos, já que podem ser perigosos para o bebé.

artigo do parceiro:

Comentários