Amamentar

Os factos e os mitos mais frequentes sobre a amamentação

É durante a gravidez que devem ser clarificadas todas as dúvidas sobre o aleitamento materno. Em caso de dúvida, as futuras mães devem poder recorrer ao apoio de técnicos de saúde para receber informação científica e fundamentada.


Amamentar ajuda a recuperar a forma a seguir ao parto.

VERDADE. A amamentação ativa a produção de hormonas como a ocitocina, o que vai ajudar o útero a contrair para voltar ao seu tamanho normal antes da gravidez e na recuperação da mulher no pós-parto.


Se a mulher tiver mamilos planos ou invertidos não pode amamentar.

MITO. Os bebés podem ser amamentados ao peito, independentemente do formato do mamilo. Quando os mamilos dificultam a amamentação por serem planos ou invertidos, a mãe deve pedir ajuda a um técnico de saúde.


O leite artificial é mais difícil de digerir que o leite materno.

VERDADE. Os bebés que são alimentados com o leite artificial têm uma maior propensão para digestões complicadas e mais cólicas porque o sistema digestivo é imaturo para digerir as fórmulas lácteas.


Mais vale um biberão dado com amor do que o peito de forma contrariada.

VERDADE. A mãe alimentará bem o seu filho independentemente de o fazer com leite materno ou leite artificial. Os sentimentos de culpa por parte da mãe por não amamentar só a levarão a sentir-se menos tranquila e menos feliz, o que se repercute no bem-estar do bebé.


Se os bebés mamarem muito, é porque o leite não é suficiente.

MITO. A frequência da mamada não se relaciona com o facto de o bebé estar a receber pouco leite. Os bebés amamentados têm fome mais cedo do que os que são alimentados com a fórmula látea.


O bebé deve pegar na mama na primeira hora a seguir ao nascimento.

VERDADE. A seguir ao parto deve-se pôr o bebé ao peito da mãe, altura em que o recém-nascido tem o reflexo de sucção mais ativo e que faz gradualmente a adaptação à vida fora do útero.


Se tenho o peito pequeno, não produzo leite suficiente.

MITO. A capacidade de amamentar não depende do tamanho do peito. A produção de leite tem origem nas glândulas mamárias que quase sempre produzem leite em quantidade suficiente, independentemente se a mãe tem um peito pequeno ou grande.


Amamentar é favorável à saúde da mãe.

VERDADE. Além de permitir à mãe sentir o prazer de amamentar o seu filho, o aleitamento materno pode estar associado a uma menor probabilidade de cancro da mama e outros.


Amamentar é muito cansativo.

MITO. É possível amamentar em qualquer lugar, sem ter de aquecer o leite. É muito menos cansativo do que alimentar com a fórmula látea (esterilizar, aquecer e transportar biberões).

artigo do parceiro:

Comentários