«Os 40 anos são uma idade de muitas fragilidades»

Mãe de quatro filhos, a atriz Fernanda Serrano é uma das protagonistas da telenovela «A impostora». Em entrevista à Prevenir, fala dos desafios que enfrenta diariamente, dos filhos e dos cuidados de beleza.

Positiva, doce e segura de si, vive de forma tranquila cada dia, sem pressa de conhecer o que o amanhã lhe reserva. Assim é Fernanda Serrano, mãe de quatro filhos, mulher, atriz, que, em entrevista à Prevenir, partilha os rituais de vida saudável que fazem com que esteja radiante, tal como, aqui, a vemos. «Ter sorrisos e leveza à nossa volta sabe sempre muito bem», confidencia a que é uma das protagonistas da telenovela «A impostora», transmitida pela TVI.

Foi protagonista de capa da Prevenir há três anos, em 2013, quando estava prestes a completar 40 anos. O que lhe trouxe de novo a entrada nesta década?

Trouxe-me mais um filho, que é para mim a mais-valia da vida, mas também mais trabalho, mais desafios pessoais e profissionais e a visão realista de que já não temos a vida toda pela frente. Temos de ser mais ágeis e perspicazes. Diria que é uma idade de muitas fragilidades, de algumas nostalgias e de muitas decisões que têm de ser tomadas já. Nada mais se pode deixar para amanhã.

Aprendeu com a sua mãe a não fazer planos. Em termos emocionais, qual a vantagem de seguir este lema de vida?

Além de menos ansiosa, sinto que me divirto muito mais assim. E os meus filhos adoram! Programas e surpresas de última hora sabem-lhes sempre muito bem. E, assim, sinto que desfruto mais de tudo.

Da sua forma de viver a vida, o que gostaria que os seus filhos aprendessem consigo?

Terem a capacidade de rir de si próprios, de pensar que o mundo não está contra nós. Simplesmente, temos fases e dias mais difíceis que outros, até para aprendermos a saborear mais os bons e felizes dias e nunca desperdiçarmos minutos da nossa preciosa vida com gente ou situações que não interessam.

Quando lhe foi diagnosticado cancro, referiu, numa entrevista, que queria ter à sua volta pessoas que tivessem a premissa de que tudo se ia resolver e ficar bem. De que forma a adoção de uma atitude positiva face aos problemas ajuda a enfrentá-los?

Para já, não complica nem agrava ainda mais ou torna mais pesada, a situação em si. Depois, porque pessoas problemáticas e cinzentas nunca fazem parte da minha vida. Portanto, muito menos iria querer ter pessoas dessa natureza por perto numa altura tão delicada. Além disso, ter sorrisos e leveza à nossa volta sabe sempre muito bem. Desdramatiza, dá-nos a sensação de que tudo se resolve melhor, com mais calma.

Continua a adotar esta estratégia nos pequenos problemas que surgem no dia a dia?

Adoto sempre! E, quando tenho pensamentos mais pessimistas, tento contrariar mas há dias em que a nossa hipersensibilidade ou vulnerabilidade, não nos permite tão facilmente dar a volta. Mas tento sempre fazê-lo, pensando que há pessoas com situações piores e encarando o que tenho para resolver não como um problema, mas como um obstáculo. Aligeira um pouco, pelo menos na nossa cabeça e momentaneamente.

Que hábitos alimentares saudáveis tenta incutir aos seus filhos?

Tudo o que contenha açúcares deixou de entrar em casa. É puro veneno. E, também, nunca existem fritos. Mas, como eles já estão disciplinados, é um processo natural.

Que outros hábitos saudáveis lhes transmite?

Digo-lhes que os humanos inteligentes não fumam, não fazem disparates para atentar contra a própria vida. Incuto-lhes o desporto e quase todas as atividades de brincadeira acontecem na rua.

Veja na página seguinte: Os cuidados de beleza de Fernanda Serrano depois dos 40 anos

Comentários