Quer criar um blog de viagens? Então siga estas dicas

Talvez ande a pensar que deveria partilhar as experiências vividas durante as suas viagens ou talvez esteja a pensar viajar mais e, quem sabe, tornar-se um blogger profissional e fazer disto a sua vida.

Em primeir lugar, aquilo que interessa saber é que criar um blog deste género envolve trabalho e, se quer ser levado a sério, há uma série de requisitos que convém serem tidos em consideração.

Para enveredar numa aventura destas saiba que há determinadas exigências e responsabilidades. Por exemplo, se está a espera de ganhar muito dinheiro ao fim de um ano é bom nem começar. Aliás, muitos aspirantes a bloggers desistem neste espaço de tempo porque é necessário paciência e muita persistência. É também fundamental que seja original e que se distinga da concorrência. É um trabalho que requer grande parte do dia e da sua noite, uma vez que é conveniente andar em cima do acontecimento, responder a questões, atualizar a informação, etc... mas, o que vale é que pode fazê-lo num quarto de hotel nas Maldivas ou num café em Nova Iorque.

O trabalho em si envolve muitos detalhes e não só escrever ou editar fotografias. Responder a comentários, a parcerias, alimentar redes sociais, tratar de aspetos técnicos do site, instalar plugins, tratar de software, do visual do site ou planear as viagens fazem parte do rol de responsabilidades a ter. Aliado a isto, e dependendo de ser ou não um site amador ou profissional, terá de investir dinheiro. Por exemplo, há ferramentas gratuitas que lhe permitem customizar a informação, mas caso seja para uso profissional, é conveniente munir-se de plataformas e softwares que tornem o site melhor e mais eficaz.

Agora que já teve uma breve descrição daquele que pode vir a ser o seu trabalho, é conveniente delinear e definir o tipo do blog. Sim, se vai escrever sobre viagens, sobre uma cidade específica ou outro assunto qualquer. O melhor é que seja mais criterioso, escolhendo um nicho de mercado e não misturar ideias. Ou seja, se decidir escrever sobre fazer a volta ao mundo de bicicleta, não escreva pelo meio sobre a sua viagem de cruzeiro. Tal como referido, o ideal é que escolha algo que ninguém ou pouca gente tenha abordado, seja criativo e se mantenha fiel a essa escolha.

Comentários