A alma [da Casa Blanco] está nos detalhes

Hotel de charme foi concebido por uma das grandes vozes da música espanhola (fotos)

Soul is in the details. A alma está nos detalhes, em português. A frase, uma das muitas que decora as paredes brancas dos corredores da Casa Blanco, um pequeno hotel de charme de duas estrelas, com apenas sete quartos, resume bem a essência desta unidade hoteleira localizada em Tarifa, uma pequena cidade espanhola da província de Cádis, em plena Andaluzia. Mas não é, no entanto, a única.

Liberate your senses & change your life. Liberta os teus sentidos e muda a tua vida, em tradução portuguesa, é outra. As letras pretas que a compõem estão coladas noutra das paredes do estabelecimento hoteleiro e apelam ao lazer e à evasão que a localidade, capital mundial do windsurf e do kitesurf, sugere.Terra de mar, de praia, de surfistas e de hippies, Tarifa é também conhecida por ser o ponto mais meridional da Europa.

Da Ilha de las Palomas, também conhecida como Punta de Tarifa, avista-se mesmo a ponta norte de Marrocos, com especial destaque para a cidade de Tânger. As duas cidades estão ligadas por um serviço de ferry marítimo que faz a ponte entre o continente europeu e o continente africano em apenas 35 minutos por pouco mais de 60 euros (ida e volta). A invasão árabe de 711 deixou marcas em todo o território andaluz que ainda hoje perduram e Tarifa não é exceção.

Construída sobre as fundações originais do Palacio de las Sendas, um edifício do século XVIII que ainda respeitava a estrutura moçárabe de influência mourisca, a Casa Blanco soube reinventar-se, acrescentando à estrutura arquitetónica antiga que ainda tem vestígios dessa conquista um toque vanguardista. Um exemplo disso é o original candeeiro que cai sobre o pequeno pátio típico da Andaluzia que serve de sala de estar, de coffee corner e de terraço chill out do hotel.


When we touch, we feel, we experience, we connect with our surroundings. Quando nos tocamos, sentimos, experimentamos, estabelecemos ligações com o que nos rodeia. A frase, com letras a negro, está escrita por cima da cama de um dos quartos da Casa Blanco, renovada há cerca de cinco anos. As paredes das habitações são brancas. A única outra cor, além da das letras, é o vermelho.

O branco está também presente em pormenores como o tecido de tule que faz simultaneamente de dossel e de mosquiteiro, mas o sofá de verga que ocupa uma parte da zona de lazer e muitos dos apontamentos decorativos são encarnados. Como as divisões antigas não eram grandes, a administração do hotel fez o que pôde para rentabilizar o espaço ao máximo.

Nalguns casos, conseguiu. Noutros, teve maior dificuldade. A televisão, o sofá em nubuck, a mesa e o aparelho de ar condicionado no quarto acabam por preenchê-lo por vezes demasiado, apesar do espelho à entrada da habitação acabar por conferir uma maior profundidade ao espaço. O formato em L confere originalidade à divisão, tal como a solução encontrada para criar uma casa de banho, com três áreas distintas (lavatório, sanita e duche) num único compartimento em forma de T, fechado com portas de vidro fosco, mesmo ao lado da zona de cozinha.

Este é mais um dos detalhes que surpreendem na Casa Blanco, concebida com a ajuda de Ana Torroja, ex-vocalista da banda espanhola Mecano, grupo espanhol que entre 1981 e 1992 vendeu mais de 25 milhões de discos em todo o mundo. A cantora, nascida em 1959 em Madrid, mudou-se para Tarifa, onde ainda reside, depois do fim do grupo. Em 2001, investiu na hotelaria local, abrindo o Hotel Misiana, que vendeu em 2007, por 2,2 milhões de euros.

Essa unidade hoteleira de uma estrela, outra das referências da localidade, pertence hoje ao grupo que detém a Casa Blanco e La Casa de la Favorita, outro dos hotéis de charme da cidade. Emblemáticas são também La Calzada e a Calle de Nuestra Señora de la Luz, as duas das ruas que confluem para a Casa Blanco e que dão acesso às lojas, bares e restaurantes que animam Tarifa, mas também ao porto e ao castelo da localidade.

Mandado construir em 960, no século I, pelo califa Abderramán III, o Castelo de Guzmán, El Bueno, foi declarado bem de interesse cultural com a categoria de monumento em 1949. É uma das principais atrações monumentais da cidade, tal como a Playa Chica e a Playa de Los Lances, as praias mais próximas do centro. A 9,7 quilómetros do centro da cidade, a Playa de Valdevaqueros, que se prolonga por uma extensão de 4.000 metros, garante contudo uma maior tranquilidade.

O pequeno terraço que existe no topo da Casa Blanco é um bom ponto de partida para observar a cidade, sobretudo de manhã, depois de uma noite dormida num dos quartos, marcados pelas divisões de espaços feitas com arcos. O teto em madeira pintada de branco sobressai, o que confere toda uma harmonia aos alojamentos do antigo palacete, que só não se chama Casa Blanca por uma questão de originalidade.

No hotel existem três tipos de habitações. Além de quartos duplos standard e de quartos duplos superior (com camas de dossel), também existe uma suite premium, com uma cama de dossel dupla, uma sala de estar e uma casa de banho completa com um duche Vichy, além de varandas com vista privilegiada para o mar e para o casario da povoação.

Os preços variam entre os 60 € (época baixa) e os 110 € (época alta) para os quartos duplos standard, os 75 € (época baixa) e os 115 € (época alta) para os quartos duplos superior e os 85 € (época baixa) e os 125 € (época alta). Este hotel do grupo Hoteles com Encanto de Tarifa, que tem Wi-Fi gratuito, tem sido bastante procurado por portugueses nos últimos anos.

Os mais novos vão, sobretudo, para fazer surf ou kitesurf mas também tem vindo a aumentar o número de cidadãos de uma faixa etária superior que se dirigem a esta região com o objetivo de observar pássaros ou com a esperança de avistar golfinhos, baleias e orcas nas águas do Estreito de Gibraltar, uma das atividades turísticas com mais procura. A empresa Aventura Marina, uma das que opera na zona, dispõe mesmo de um catamaran com visão submarina, o único a operar na região.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários