10 locais que integram a Rede de Judiarias de Portugal a visitar urgentemente

A presença judaica em território nacional deixou marcas que ainda hoje persistem. Se se interessa pelo tema, descubra 10 aldeias, vilas e cidades perfeitas para (part)ir à (re)descoberta.

Descobrir a história judaica na história de Portugal é uma das missões da Rede de Judiarias de Portugal - Rotas de Sefarad, uma associação de direito privado com caráter público. No seu site, esta organização apresenta uma lista com 37 aldeias, vilas e cidades onde a presença judaica se fez mais sentir. Dessas, no âmbito do Dia Europeu da Cultura Judaica, que em 2017 se celebra a 3 de setembro, elegemos uma dezena.

1. Belmonte

É uma das vilas com maior presença e tradição judaica em Portugal. Pertence ao distrito de Castelo Branco e abrigou muitas famílias de judeus a partir do século XVI. Em 2005, foi inaugurado o Museu Judaico de Belmonte, uma das principais atrações turísticas da localidade. Um espaço museológico que retrata a longa história da comunidade judaica na região. Não deixe, também, de visitar o castelo e o Museu dos Descobrimentos.

2. Évora

A Judiaria de Évora, uma das maiores, mais importantes e mais ricas judiarias do país, desenvolvia-se perto da grande praça da cidade, a famosa Praça do Giraldo. Nalgumas ruas, ainda são visíveis portais ogivais góticos que pertenceram a casas de judeus. Durante o século XV, chegaram a existir lá duas sinagogas. Em Évora (na imagem superior), esteve também sediada uma das sete ouvidorias jurídicas, tribunais judaicos portugueses.

3. Tomar

A Sinagoga de Tomar é monumento nacional desde 1921. Localizada na antiga judiaria, em pleno centro histórico da cidade, foi encerrada no final do século XV. Hoje, alberga o Museu Luso-Hebraico Abraão Zacuto. Depois de visitar aquele que é o único templo judaico da proto-renascença atualmente existente no país, deambule pela antiga Corredoura e aproveite para dar um salto até ao Convento de Cristo.

4. Bragança

Muitos judeus expulsos de Espanha em 1492 refugiaram-se em Bragança (em baixo na imagem). Na altura, a cidade terá recebido 3.000 pessoas. A Rua dos Gatos é um dos locais que terá acolhido a sua judiaria. Depois de a descobrir, pode visitar a Igreja de Santa Maria, a Torre de Menagem e o Castelo de Bragança, além da Casa do Arco - Solar dos Pimentéis, um edifício apalaçado de arquitetura civil seiscentista.

10 locais que integram a Rede de Judiarias de Portugal a visitar urgentemente

Veja na página seguinte: Os vestígios judaico-religiosos e cruciformes que ainda pode ver

Comentários