16% dos portugueses já se apaixonou em viagem, revela estudo

As conclusões são de um estudo da agência online de viagens eDreams que procura retratar as experiências amorosas dos turistas nacionais durante as suas viagens.

E se sentir algo por alguém durante umas férias? Esta é uma realidade para 16% dos portugueses que revelaram ter encontrado alguém durante esse período de descanso com quem acabaram por manter uma relação, sendo mais predominante no caso dos homens (20%) do que no das mulheres (11%).

Mas o amor pode começar ainda antes do embarque ou até mesmo dentro do avião. Dos 11 mil participantes, 48% dos viajantes portugueses admite já se ter sentido atraído por um assistente de bordo ou empregado do aeroporto, e 27% por outro passageiro. Mas nem todos têm sorte no amor, com apenas 7% a admitir ter conhecido o seu cônjuge num voo ou no aeroporto.

O mesmo estudo revela ainda que os homens (57%) tem mais facilidade em apaixonaram-se do que as mulheres. Não é de estranhar que muitos passageiros encontrem o amor durante as suas viagens uma vez 8% admite fazê-lo com o propósito de encontrar a sua cara-metade. Por exemplo, 41% dos italianos já revelou ter-se apaixonado por uma assistente de bordo enquanto 38% dos espanhóis por um passageiro.

Neste inquérito, 75% dos inquiridos admite já ter sido abordado por outro passageiro para conversar durante um voo ou no aeroporto, enquanto 36% dos viajantes afirma já ter conhecido alguém que passou a fazer parte do seu círculo de amigos.

Em termos de sociabilidade, os espanhóis lideram o ranking sendo aqueles que são mais abordados por estranhos (87%) mas são também quem mais mete conversa com outros passageiros (81%). Os portugueses, por sua vez, fixaram-se nos 75% e 60%, respetivamente. Os alemães são dos povos menos sociáveis durante as viagens com 20% e 12%.

A eDreams teve por base a opinião de mais de 11.000 indivíduos em oito países da União Europeia, dos quais mais de 1.000 em território nacional. Os inquiridos são maioritariamente do sexo masculino (61%), com idades compreendidas entre os 25 e 44 anos (67%) e casados ou numa relação (73%).

Comentários