Redecore a sala com 250 €

Dicas e soluções que vão renovar o seu ambiente sem prejudicar o seu orçamento

Dê um novo look à sala com um orçamento contido. A decoradora Ana Rita Soares fez as contas e apresentou uma proposta de decoração para um espaço de 30 metros quadrados por apenas... 250€! À medida que o frio aumenta, também aumenta o tempo que passamos dentro de casa. É então que voltamos a olhar para a decoração com vontade de a renovar mas, como o orçamento familiar não permite grandes investimentos, depressa desistimos da ideia. Se é o seu caso, não desista já.

Temos um plano low cost para dar nova vida à sua sala. é o local onde passa mais tempo (acordada) e onde recebe os amigos, pelo que a mudança vai fazer toda a diferença na forma como desfruta os momentos passados em casa. Por norma, as salas estão equipadas com sofá, cadeirões, cortinas, mesa e cadeiras de refeição e aparador. O objetivo, neste exercício de decoração, não passa por substituir esse mobiliário mas, sim, com apenas algumas peças novas, conseguir renovar o espaço, sem gastar mais de 250 €.

Ana Rita Soares começou por escolher algumas almofadas da Zara Home «bastante alegres e coloridas, com um padrão tendência na estação, colocadas no sofá, conjugadas com almofadas lisas também em cores fortes (laranja e azul intenso)». No que toca a mobiliário, a decoradora sugere um banquinho/mesa de apoio ao sofá em estilo faça você mesmo. É fácil, assegura. «Basta arranjar um toro (pedaço de tronco) e tratá-lo, com um verniz mate, por exemplo, para que fique resistente mas mantenha o seu ar natural», refere.

Sobre a mesa de jantar, suspendeu dois candeeiros, da Ikea, com look industrial e bem vintage, como dita a tendência. Junto ao sofá, colocou um candeeiro de leitura, da la redoute, com design estilizado e atual, que vai contrastar com a rusticidade do banquinho/mesa. Na zona destinada às refeições, a decoradora pretende, com papel de parede em riscas de tons de inverno (degradés de cinzas), da Leroy Merlin, aquecer a divisão. «A vantagem deste papel em tons neutros é a possibilidade de ser conjugado com as almofadas coloridas sem causar demasiado ruído visual», diz.

«Por ser neutro, mais facilmente vai criar harmonia com peças que possam existir já na divisão, como os tapetes por exemplo», acrescenta ainda. Ainda na área de jantar, «fez-se uma decoração na parede sobre o aparador, utilizando várias molduras da Ikea, que podem até ser de diferentes tamanhos, dispostas de forma intencionalmente desalinhada, para conferir ritmo e movimento, quebrando simultaneamente o ar certinho que muitas salas têm», sublinha.

O orçamento ainda permitiu recorrer a dois candelabros, da Zara Home, «já que em nenhuma decoração, principalmente de outono/inverno, pode faltar o aconchego das velas», refere a decoradora. A utilização desta forma de iluminação possibilita a criação de ambientes mais românticos e intimistas e também bastante mais acolhedores e confortáveis, mas também relaxantes e descontraídos.

A decoração vive da cor, mas também das texturas sobretudo no outono e inverno, alturas do ano em que estamos mais tempo em casa.

Cores

A tendência será a gradação dos neutros (gama de cinzentos, castanhos e beges) combinados com cores fortes e vibrantes, como azul, laranja/tijolo, verde-esmeralda e amarelo limão. A cor estará em alta na próxima estação e pode ser usada nos móveis, estofos ou acessórios de forma pontual. Escolha uma peça na divisão para ter esse destaque de cor. O resultado será um ambiente mais sofisticado e contemporâneo.

Texturas

Além dos vários tons fortes e padrões geométricos ou orgânicos, estará presente na próxima estação uma grande mescla de texturas, que vem desconstruir a sobriedade habitual. Pele/couro, lã ou veludo podem ser combinadas com seda ou tricô, numa simbiose de texturas delicadas com outras mais rudes. Quase todas as misturas são permitidas.

Peças-chave

Caso tenha dispível orçamento extra para investir na sala, Ana Rita Soares, decoradora, sugere peças em que deve apostar:

- Iluminação
É essencial para criar um espaço funcional e aconchegante e são peças bastante decorativas.

- Almofadas nas cores e padrões tendência
Determinam muito a decoração, são mais económicas do que mobiliário e fáceis de trocar caso pretenda criar um look diferente.

- Papel de parede
Tem sempre impacto no espaço, conferindo-lhe vida e alma. Se tiver uma base neutra no resto da divisão e quiser mudar a decoração, mude o papel de parede.

- Tapete
Tal como os cortinados e o papel de parede, faz a diferença numa divisão. Empresta-lhe calor e conforto. É também uma excelente peça decorativa.

- Peças personalizadas
Um tronco transformado em banco, uma banqueta forrada em patchwork, prateleiras forradas a espelho... O importante é marcar a sua identidade.

Texto: Petra Alves com Ana Rita Soares (decorista)

artigo do parceiro:

Comentários