A Homeopatia

Assenta no princípio que os “semelhantes são curados pelos semelhantes”

A homeopatia é um sistema de medicina, fundado em 1810 pelo médico alemão Samuel Hahnemann que pretendia criar um sistema alternativo às práticas ortodoxas da época, baseando-se em processos suaves que ajudam o corpo a curar-se a si próprio. A homeopatia assenta no princípio que os “semelhantes são curados pelos semelhantes”, uma ideia defendida já no século V a.C. pelo médico grego Hipócrates. Este princípio significa que uma doença pode ser curada por um remédio que é capaz de produzir sintomas semelhantes, aos experienciados pelo paciente, numa pessoa saudável.

Desta forma, o aspeto mais importante do tratamento homeopático assenta numa consulta inicial, que poderá ser bastante demorada, em que o homeopata fará uma avaliação cuidadosa não só dos sintomas que o paciente refere, mas também da sua maneira de ser e aparencia, da sua disposição e estado de espírito, respostas emocionais, medos, etc. Ou seja, precisa de construir uma imagem multidimensional para coincidir com a imagem do medicamento homeopático mais adequado ao caso em questão.

Um remédio homeopático é normalmente uma substancia única, geralmente derivada do reino mineral, vegetal ou animal e que é sujeita a um procedimento especial, que inclui diluições e agitações sequenciais, de modo a potenciar as propriedades medicinais da substancia original.

Uma vez administrado o remédio correcto, o corpo recebe o sinal que desencadeará uma acção das suas defesas no processo de debelação da doença e posterior regresso a um estado saudável.

A homeopatia não funciona por efeito de sugestão, como está demonstrado através de ensaios clínicos, tanto em pessoas como em animais ou plantas.

Como outras áreas da Naturologia, a homeopatia não está incluída no sistema nacional de saúde português, ao contrário do que acontece em vários países do mundo, o que não ajuda as pessoas a tomarem conhecimento com os seus profissionais e com esta forma diferente de olhar a saúde e a condição humana.

Não é possível prever de antemão a rapidez com que um determinado medicamento atuará. Tal depende da natureza da doença, da constituição do paciente e do remédio prescrito. Em casos agudos muitas vezes pode-se experimentar alívio poucos minutos após a toma do remédio e uma única dose pode curar completamente uma doença. Mas em casos crónicos a resposta pode demorar e um tratamento pode estender-se por vários meses.

E porque conhecimento é poder, informe-se.

Cá ficam algumas sugestões:

The Society of Homeopaths

Associação Portuguesa de Homeopatia

Faculty of Homeopathy

Hugo Catanho
Brahmi
Av. dos Plátanos, 51 – Loja C | Jardins da Parede
2775-352 Parede www.brahmi.pt

artigo do parceiro: Susana Krauss

O que procura?

Comentários