30 de Junho de 2015

O Papa

“Uma era é chamada escura, não porque a luz não brilhe mais, mas porque as pessoas se recusam a vê-la.” (James A. Michener)

Há quem insista em manter-se de olhos fechados, recusando-se a ver o verdadeiro Caminho. De que grupo quer fazer parte?

29 de Junho a 5 de Julho de 2015

4 de Ouros

Nós somos um pouquinho (?) casmurros. Hum, às vezes… às vezes não, muitas vezes nas situações erradas! É tão nosso, não é? Quantas vezes, batalhamos quase até à exaustão por coisas que nem sequer sabemos se são de facto as melhores para nós? Mais do que isso, algumas vezes até sabemos que não são, mas insistimos e insistimos pelas piores razões.

O conselho desta semana é: Quando a sua consciência lhe disser que está no caminho errado, é porque está mesmo! Não insista. Que mania que temos de bater com a cabeça na parede! Por acaso não merece-se o melhor? Sabe que o futuro pode trazer algo que nem sequer imagina, não sabe? Pois pode. Então, liberte-se! Tire os remos da água, e para variar, deixe-se levar…

2015

A Papisa

Geral - A Papisa, ou a Grande Sacerdotisa, traz este ano paz. Ora, como sabemos, a paz é algo interior e não exterior, o que quer dizer que o ano de 2105 será exigente em termos de trabalho interno de busca desta paz. O reboliço em que a nossa vida costuma a andar, tende a terminar… se fizer a sua parte.
A Papisa é avessa à confusão, gritaria, maus ambientes, etc., logo, o silêncio será um bom aliado nesta conquista. Jamais conseguiremos alcançar o bem-estar se os nossos pensamentos não estiverem em harmonia. A guerra entre a mente e o coração terá de cessar. A consciência só se consegue fazer ouvir quando o silêncio impera. Tudo isto não é sinónimo de solidão; podemos estar em silêncio no seio da nossa família. A paz que a Papisa provoca destina-se a ouvir-se, a ouvir a sua alma, o seu mestre interior. Se a conseguir escutar, há promessas de alcançar este bem-estar.

Amor - No Amor, a linda e sábia Papisa, quer tudo! Quer a relação completa e plena com que sempre sonhou e sabe, no seu imaginarium, ser possível viver. O perigo reside no facto de se idealizar um amor, uma relação e um parceiro e este, ao surgir, não corresponder milimetricamente ao sonhado. A desilusão sentida ao nos confrontarmos com características e vicissitudes não esperadas é perigosíssima.
Amar implica aceitar a pessoa tal como ela é, sem querer moldar/melhorar/mudar porque isso já não é amar. Amar implica aceitação incondicional. Está pronto/a para amar desta maneira? Se sente que sim, é porque o seu processo de maturação está muito avançado! Se sim, A Papisa poderá trazer um Amor sério, um companheiro para a vida. Prepare-se.

Trabalho - A Papisa precisa de gente para que possa partilhar todo o Amor que sente. Fecha-la num espaço confinado é tirar-lhe o que de melhor ela tem: a capacidade de dar incondicionalmente. Se trabalha no meio de pessoas é porque precisa de aprender a dar e receber. Lidar com vários temperamentos é um desafio que A Papisa aceita de bom agrado. Aceite também.
Por outro lado, a Grande Sacerdotisa é pouco dinâmica; ora, para que algo mude é preciso contrariar esta influencia. Quer mudar? Até que ponto quer essas mudanças? O que está disposto a sacrificar por tais mudanças?
A tendência é para não haver grandes alterações neste campo, contudo, A Papisa após escutar a sua intuição e sentir que deve, de facto, mudar, ela, sem pressões, confusões ou ruído, e sem se dar conta… puf, mudou. Assim é o poder feminino; transforma sem alarido.

Saúde - Também neste sector, a intuição será a sua potente aliada. Pelo facto d’A Papisa ser silenciosa torna-a um pouquinho perigosa. Não sendo um Arcano que fala em doenças, a verdade é que ela pode esconder alguns sintomas por trás da sua passividade. Portanto, nada de negligencias neste assunto! Qualquer sintoma é para ser visto e analisado por quem sabe. combinado?

Saiba qual é o seu signo ascendente

por Paulo Cardoso

Conheça o signo que está posicionado na linha do horizonte no momento do seu nascimento e que influencia a sua individualidade.

Compatibilidade amorosa

por Paulo Cardoso

É compatível com o seu parceiro? Descubra já!