Entre Mundos, o Mês de Outubro

Tensões, atritos, verdades ao cimo, antigas e de agora, com a Lua Cheia a chegar.

Observo e sinto...como esta fase, é sempre tão (por vezes assustadoramente) Mágica e Intensa. A lunação em que os véus entre mundos estão muito ténues, os sentidos muito apurados e ligados, as velhas feridas e cicatrizes de nós e dos que nos antecederam, voltam a doer; os dons, as intuições, percepções e sinais ficam mais apurados e quase que brutos de tão declarados e fortes estarem, as mensagens de outros mundos, outras dimensões ou de outros que estão longe, mas sempre ligados quer queiram ou não; as verdades antigas e cravadas no nosso adn erguem-se e gritam...e os corações andam ansiosos e a um ritmo acelerado. Os nossos ancestrais estão mais perto. A história do nosso passado, presente e futuro estão em processo de alinhamento, purga e reciclagem para o avanço da história prosseguir.

Tensões, atritos, verdades ao cimo, antigas e de agora, com a Lua Cheia a chegar.

Os mais mentais de nós ou mais manipuladores ou os mais resistentes, poderão estar a viver toda esta fase desafiante de uma forma muito mais muito tensa e confusa. Deixem as folhas mortas caírem.

Tudo e todos estamos a usufruir de uma valente mas assertiva e próspera "sova" na forma como relacionamos os pensamentos, as intuições, os conceitos, as ideias, os sentimentos; como nos relacionamos com os outros, connosco, com a Vida e todos os seus elementos e dimensões...muita coisa a acontecer....e Samhain a chegar, ou seja, o culminar de toda esta energia...de morte e renascimento.

A Natureza do Céu e da Terra grita-nos que é tempo de morrer para renascer agora sob a benção ancestral.

Saibamos honrar os nossos ancestrais e todas as nossas mortes, renascimentos e vidas. A nossa Alquimia.

O que procura?

Comentários