Amor, consciência e hierarquia angélica

Hoje vamos falar de anjos, amor e consciência, pois um não existe sem o outro. O desenvolvimento e a expansão da consciência nos leva necessariamente à expansão do amor em nossos corações.

A postura e atitude dos anjos diante de Deus é totalmente diferente da nossa, pois esses divinos seres vêem a Deus como uma força de vida e não como uma personalidade individual. Os anjos vêem a si mesmos como parte dessa Grande Força e possuem plena percepção da unidade entre si e com a Grande Fonte que é Deus. Todos os anjos são instintivamente amorosos, no entanto seu amor difere totalmente do amor humano, pois é um amor que conhece a unidade, que reconhece no outro a mesma Fonte de Vida que o anima. Todos os anjos demonstram seu amor entre si, pelo homem e pela natureza e derramam esse amor de forma impessoal, através da expansão de suas auras, de suas cores e profunda identificação mental com os sonhos, esperanças, qualidades de carácter e capacidades do ser amado, com reverencia e reconhecimento espiritual. Vale dizer que homens e anjos nascem da mesma fonte divina – Deus, no entanto, cada um de nós possui diferenças na escala evolutiva.

Existe, como todos sabemos e como também existe no reino humano, uma hierarquia angélica. No estudo da Cabala podemos conhecer essa hierarquia através de um profundo estudo denominado “Os 72 nomes de Deus”. Esses 72 nomes de Deus possuem relação com os 72 nomes Angélicos e são divididos em ordens.

Veja a continuação deste artigo na próxima página

Comentários