Dicas para mulheres empreendedoras

Se sonha em ter o seu próprio negócio, conheça as dicas para se tornar numa empreendedora de sucesso.

Ao longo da vida são várias as razões que podem levar uma mulher a sair da sua zona de conforto e a tornar-se numa empreendedora de sucesso. Seja porque herdou um negócio de família e tem de assumir as rédeas da situação, porque está desempregada e precisa de criar o próprio emprego, porque se sente estagnada na carreira profissional e quer tornar-se dona do seu destino, conciliando melhor a vida profissional e familiar. Quando surge uma destas situações, as mulheres com perfil de empreendedoras não têm dúvidas: há que arregaçar as mangas e seguir em frente. No entanto, antes de se atirar de cabeça para o seu projeto de sonho, é importante ter em conta alguns dos aspetos e condicionantes do empreendedorismo no feminino. Porque apesar da igualdade de géneros ser já um dado adquirido no século XXI, a verdade é que ainda existem diferenças entre homens e mulheres na hora de empreender.

De acordo com os últimos dados do Global Entrepreneurship Monitor para Portugal (de 2010), apenas 3% das mulheres afirmam desenvolver uma atividade empreendedora, enquanto nos homens esta percentagem salta para os 5,9%. O mesmo relatório revela que as mulheres identificam menos as oportunidades de negócio, não confiam tanto nas suas capacidades para empreender, têm maior dificuldade de acesso ao financiamento e empreendem de forma diferente. "Uma coisa é evidente: as mulheres e os homens não empreendem com a mesma intensidade nem da mesma forma", defende a autora espanhola Guernica Facundo Vericat, na sua obra "O Livro Vermelho das Mulheres Empreendedoras".

Não tenha receio de pôr em prática os seus projetos

Eleita pela Comissão Europeia como uma das Embaixadoras do Empreendedorismo Feminino em Portugal, a empresária Tânia Pinto, criadora da marca “A Sua Secretária”, define a vontade empreendedora nas mulheres como “a capacidade de ser multifacetada, implementar a sua ideia, liderá-la, ser ambiciosa, e o desejo em evoluir cada vez mais, conciliando a vida pessoal, familiar e profissional”. E lamenta "o receio que muitas mulheres têm em operacionalizar os seus projetos”. Pelo contrário, recomenda que as empresárias devem “ser objetivas e destemidas, ter garra, acreditar nas suas capacidades, ter autoconfiança e capacidade de fomentar redes de network”.

Por seu lado, Mónica Santiago, presidente da European Professional Women’s Network (EPWN) em Lisboa, defende que "as mulheres são mais empreendedoras e lutadoras, porque enfrentam mais adversidades para chegar ao topo". Além disso, sublinha, "têm uma série de características que são benéficas para as empresas: são mais resilientes, mais prudentes, trabalham melhor as equipas, são mais envolventes, preocupam-se mais com os aspetos pessoais e familiares, são mais fiéis aos projetos”.

Siga as dicas para se tornar numa empreendedora de sucesso:

1. Seja positiva. Acredite em si, nas suas capacidades e no seu projeto. Tenha garra e não desista.

2. Dê significado. Crie um produto ou serviço que ajude as empresas, o mundo, as pessoas. Dar significado a algo é o mais poderoso fator de motivação que se pode ter.

3. Crie um mantra. Concentre-se no que é importante e faça disso um mantra. Este mantra irá ser usado por toda a equipa, assim todos seguirão o rumo certo.

4. Entre em ação. Saia do papel, crie e vá para o lado dos seus clientes. Apresente, ouça e adeque.

5. Defina o seu modelo de negócio. Tem que encontrar a melhor forma de obter dinheiro. A melhor das ideias, o melhor dos produtos/serviços, terão uma vida curta se não tiverem por base um modelo de negócio sustentável.

6. Trace objetivos, tarefas e pressupostos. Para evitar a dispersão, é fundamental definir e escrever os objetivos, pressupostos e tarefas.

Conheça alguns programas de apoio para mulheres empreendedoras

Programa FAME - Promovido pelo Instituto de Fomento para o Desenvolvimento do Empreendedorismo em Portugal (IFDEP).

MINA – Mulheres & Ideias – Projecto desenvolvido pela Cruz Vermelha Portuguesa.

DoNaEmpresa - Projeto implementado pela Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias (APME). 

Jovens Empreendedoras para Novas Empresas (JENE) – Promovido pela Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE).

artigo do parceiro:

Comentários